Até 141 grupos folclóricos poderão receber apoio financeiro da Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), para participação no 58º Festival Folclórico do Amazonas de 2014, que será realizado a partir de 4 de julho no Centro Cultural Povos da Amazônia (CCPA).

O edital nº 003/2014, que estabelece as normas para pleitear o patrocínio, foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM), na última terça-feira, 3, e está disponível para consulta no site da fundação. As inscrições serão aceitas até o próximo dia 23 e deverão ser entregues no setor de protocolo da Manauscult, localizada na avenida André Araújo, 2767, Aleixo, em horário comercial.

Dividido em três modalidades, o valor total disponibilizado pela prefeitura para apoio na realização do festival será de R$ 2.153.832, sendo contribuições individuais de R$ 232.276 para até três grupos da modalidade boi-bumbá máster; R$ 10.558 para até 130 grupos de ciranda, quadrilha, cacetinho, dança nacional e dança internacional; e R$ 10.558 para até oito grupos de bumbás tradicionais, garrotes e tribos. Será permitida a inscrição de apenas uma proposta por proponente.

A verba deverá ser utilizada para cobrir despesas gerais com a criação e execução das danças, como camisas, fantasias, adereços, alegorias, músicos, iluminação cênica, fogos, corpo artístico, transporte terrestre, custeio de serviços destinados aos ensaios e aluguel de imóvel para confecção de fantasias, alegorias e adereços.

“É importante que os grupos folclóricos participem deste edital e apresentem suas melhores propostas para que desta forma nós possamos engrandecer e fortalecer cada vez mais o folclore da nossa cidade. O estímulo à competição pelos melhores lugares é algo adequado para que os grupos realizem apresentações cada vez melhores”, avaliou o diretor-presidente da Manauscult, Bernardo Monteiro de Paula.

Podem se inscrever grupos e associações legalmente constituídos como pessoa jurídica ou que tenham um representante constituído como tal, que comprovem o mínimo de três anos de atividades relacionadas à área cultural.

A avaliação das propostas será feita pelo corpo técnico da fundação e o prazo para repasse da verba aos grupos será de aproximadamente 20 dias. Os grupos apoiados poderão se apresentar tanto na programação do 58º Festival Folclórico do Amazonas, quanto em festivais de bairros.

 Modalidades

Instituído tradicionalmente pelas próprias associações, o principal critério para a avaliação de cada modalidade é o número de brincantes por grupo. Para a modalidade A, são necessárias pelo menos 120 pessoas para a constituição da categoria boi-bumbá master, enquanto o número de brincantes para a modalidade B, cuja maioria é constituída por danças folclóricas, é de 24 pares, ou 48 brincantes; e para a C são necessários pelo menos 60 brincantes. O estilo da dança folclórica também conta para a avaliação.


Equipe Viva Manaus

Comentários