Fotos: Ilton Santos / Manauscult Balaio Cultural oferece diversão na Cidade da Criança

Nesta quinta-feira, 26, profissionais da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) participaram com seus filhos de mais uma atividade do Balaio Cultural. Desta vez, no Parque Cidade da Criança, no Aleixo. A manhã foi de alegria e diversão.

Cerca de 350 pessoas participaram do evento, que contou com jogos, músicas e muitas brincadeiras. Houve também a exibição de filmes infantis e oficinas de produção de pipas, de objetos com jornais e revistas, de pintura de desenho com tinta guache e de criação de gibis.

“Achei a ideia ótima e diferente de outros momentos dos quais participei porque desta vez foi direcionado para os filhos dos educadores. Isso foi genial e penso que deve ocorrer com mais frequência”, destacou a professora do Cmei Maria do Céu, Marinês Costa.

A filha dela, Heloisa Kimberly,  ficou empolgada com a apresentação do espetáculo teatral “Branca de  Neve”, apresentado pelo grupo Metamorfose. “É a primeira vez que vejo a história contada desse jeito. Adorei os personagens e a peça. Tudo estava muito lindo”, disse Heloisa.

Como parte da programação, crianças e educadores puderam visitar as dependências do parque e conheceram espaços como a Vila Feliz, formada por minicasas de madeiras coloridas, ruas devidamente sinalizadas e carros elétricos que estavam à disposição das crianças. Além disso, houve sessão de fotos com personagens do filme “Frozen – Uma Aventura Congelante”.

O professor Anderson Souza Castro, pedagogo da Escola Municipal Maria Rodrigues Tapajós, no Ouro Verde, zona Leste, destacou que o Parque Cidade da Criança foi muito bem escolhido para fazer parte da programação do Balaio Cultural. “O lugar é muito bacana. Há diversos brinquedos e espaços interessantes. Minha filha e eu só temos a agradecer pela oportunidade de termos um dia como este”, salientou Anderson.

No parque, crianças também aproveitaram a tirolesa e a parede de escalada, que estavam funcionando com a orientação de monitores. João Batista, filho da professora Gisele Silva, da Escola Municipal Dom Jacson Damasceno, no bairro Jorge Teixeira, zona Leste, é prova de como as crianças aproveitaram as estruturas “mais radicais”. “Acho que estou em um dos dias mais felizes da minha vida. O brinquedo que mais gostei foi o que escalei paredes. Estou adorando”, disse o menino.

Para Sebastião Marinho, secretário da Escola Municipal Zilda Arns Neuman, localizada no Novo Israel, zona Norte, o Balaio Cultural foi uma excelente ideia para o recesso escolar. “A cada dia o Balaio está se mostrando mais inovador e espetacular. Minha filha e eu estamos adorando”.


Equipe Viva Manaus

Comentários