Foto: Divulgação Moradores do Tupé participam de aulas para montar cardápio (2)

A Prefeitura de Manaus realizou mais uma etapa do Programa de Capacitação para Permissionários e Comunitários, com a promoção do curso de “Elaboração e Apresentação de Cardápios com Noções de Gastronomia”. O curso foi realizado na Rede de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Tupé, para os permissionários do local. O chef de cozinha Aubermaya Xabregas ensinou aos moradores, as receitas do cardápio desenvolvido durante os quatro encontros realizados anteriormente, no local, através do projeto.

A capacitação tem o objetivo de impulsionar o desenvolvimento das potencialidades turísticas da RDS, qualificando a população ribeirinha e as tradicionais comunidades existentes no Tupé. O programa é desenvolvido através de uma parceria entre a Escola de Serviço Público Municipal (Espi), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult),

Para a coordenadora do curso pela Espi, Isabel Olmos, a principal meta a ser atingida é mostrar para os visitantes estrangeiros que, além dos grandes hotéis de nome e referência internacional, a Amazônia também oferece locais encantadores como o Tupé. “Nosso papel é capacitar a comunidade, para que com a realidade deles seja possível fazer bonito”.

Permissionária há 12 anos, Maria do Rosário Pimentel começou no ramo de alimentação sabendo muito pouco. Depois das aulas pretende mudar algumas coisas na sua rotina de trabalho. “O curso foi muito bom. Com a prática, poderemos aplicar o que aprendemos. Tem muita diferença no preparo que o profissional faz. Ele nos ensinou muito, inclusive na parte de materiais para fazer os alimentos. Vamos investir nisso”, afirma.

Moradora há 20 anos, Nilce da Silva Pereira também percebeu que a técnica é muito diferente das que ela estava acostumada. “Muita coisa vai melhorar. Vamos entregar nossos produtos com mais qualidade”. 

O chef Aubermaya Xabregas explica que o curso foi realizado em quatro aulas, totalizando 20h, e finalizado com aulas práticas. “Trabalhamos com o que eles têm de recursos no Tupé e nas comunidades. A gente conseguiu desenvolver um cardápio para eles trabalharem na praia. O mais interessante dos encontros foi quebrar as barreiras do medo de romper a curiosidade do novo. Abordamos também higiene, manipulação e acabamento”, relatou.

Xabregas conta que o cardápio tem entrada, prato principal e sobremesa. São petiscos como bolinho de piracuí (farinha do peixe bodó) e bolinho de pirarucu e mujica. Matrinxã recheada com farofa ou verduras, tambaqui assado sem espinha temperado com sal de ervas, baião de dois e costela de tambaqui empanada são os pratos principais. Mousses de limão, maracujá e cupuaçu são as opções de sobremesa que, como sugestão, serão acondicionados em embalagens plásticas individuais.

Nos dias 4 e 5 de novembro os permissionários ainda participam do curso “Monitor Ambiental”. A solenidade de formatura do programa acontece no dia 6 de novembro.


Equipe Viva Manaus

Comentários