Primeiro dia de ‘Passo a Paço’ tem recorde de público e vendas na feira gastronômica

Foto: Ingrid Anne/Manauscult Prefeito Arthur Virgílio e Bernardo Monteiro de Paula

A primeira edição do “Passo a Paço”, realizado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult),  superou a expectativa de público e de venda dos chefs participantes da feira gastronômica “O Mercado”. Mais de 10 mil pessoas circularam dentro e ao redor do Paço da Liberdade, Centro, somente no último sábado, conforme estimativas da organização e da Polícia Militar. Das 16h às 22h de sábado, foi realizado o  primeiro dia de evento, com música, teatro, dança e gastronomia na programação.

O prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto, esteve no evento e destacou a variedade da programação, que também teve um Sarau revivendo o Clube da Madrugada. Além disso, ele ressaltou o lugar onde o “Passo a Paço” foi realizado. “Estou lisonjeado de receber membros da Academia de Letras do Amazonas mostrando para as novas gerações um pouco do movimento cultural que faz parte da história do Amazonas. Também estou surpreso com a receptividade do público de Manaus ao nosso Centro Histórico. Poderíamos ter feito esse evento em outro lugar, mas não. A ideia foi justamente mostrar a beleza do nosso Centro e muitas pessoas tiraram a imagem negativa que tinham. Estou muito feliz”, disse.

O diretor-presidente da Manauscult, Bernardo Monteiro de Paula, afirmou que esta é apenas a primeira edição do evento que teve um saldo positivo para a organização, o público, os artistas e também para quem estava vendendo seus produtos. “Não registramos nenhuma ocorrência, tivemos o dobro do público estimado, tanto que muitos chefs esgotaram suas vendas. Em breve, faremos uma nova edição, sempre valorizando o que temos de melhor: o manauara, nossa comida e nossos artistas”, disse Bernardo.

Uma hora e meia antes do fim do evento, o chef Eduardo Fiuza, do B’s Burger, já tinha esgotado as 400 refeições que ele levou para vender no evento. “Eu acho sensacional a feira. Manaus tem mercado para isso, tem mercado para todo mundo. Essa especificamente está bem organizada, vimos o esforço da prefeitura para fazer e acontecer tudo isso aqui”, disse.

A chef Martina Caminha, do Chez Martina Bistrô, comemorou o resultado. “A estrutura do evento e a repercussão positiva me surpreenderam muito. No início eu achei até que não ia dar certo por conta da chuva, mas felizmente foi bem rápida e não nos afetou. Estamos dando um show! Não tem o que discutir: sucesso absoluto do ‘Passo a Paço’”, disse.

Os dois chefs estão entre os 35 participantes da feira ‘O Mercado’, realizada pela primeira vez na região Norte, sob a chancela do chef Henrique Fogaça. “A ideia de trazer comida diferenciada de forma acessível para a população foi alcançada em Manaus. Quando a gente mexe com comida, mexe com todo mundo, desde adolescentes a amigos, famílias e idosos. Afinal, todo mundo gosta de comer”, afirmou Fogaça, ressaltando que os pratos foram vendidos nos valores entre R$ 5 e R$ 18.

 

Além dos sabores

Além da gastronomia, que tinha muitas opções de lugares para comer, desde barracas a food trucks, inclusive com mesas para sentar e degustar os sabores na praça, o “Passo a Paço” teve uma programação multicultural. Entre os destaques da primeira noite esteve a encenação da peça “Ella”, dentro do Les Artistes Cafe Teatro, como parte da 9a. Mostra de Teatro do Amazonas, e “O sarau” do Clube da Madrugada.

Música ao estilo voz e violão e declamação de poesias marcaram o sarau dentro do Paço da Liberdade, que contou com membros da Academia Amazonense de Letras, entre eles Zemaria Pinto, Rita Alencar e Silva, filha do poeta Rui Alencar e Silva, Max Carphentier, Oscar Ramos e outros. “Sempre nos encontramos aos sábados, mas esse é um momento muito significativo de estarmos reunidos com várias gerações”, disse Zemaria Pinto.

A peça teatral “Ella” teve lotação esgotada com mais de 120 pessoas no Les Astistes Café Teatro. O consultor bancário, Frederico Almeida, de 38 anos, esteve na plateia do espetáculo. “Uma apresentação com muita qualidade, não conhecia também o lugar, gostei muito do Cafe Teatro”, disse.

A programação foi aberta às 16h com o cantor Nicolas Jr., além da irreverência da banda The Stones Ramos, com um repertório dançante que misturou rock e brega e o rock da Overload fechando a noite. A batalha de b-boys foi uma das atrações que movimentou a histórica praça Dom Pedro II. “Eu esperava só uma feira gastronômica, mas me surpreendi, com música, arte e ainda pude prestigiar o pôr-do-sol aqui do Paço da Liberdade, no mirante” completou a designer Suzana Paixão, 36, que é portuguesa e está em Manaus há 2 meses.

 

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X