Estátuas vivas serão atrações do Mercado Cultural nesta sexta-feira

Foto: Marcio James/Semcom Estátuas no Mercado Adolpho Lisboa

Por todo mundo, as chamadas “estátuas vivas” fazem sucesso em pontos turísticos, com performances que encantam crianças e adultos. Em Manaus, não é diferente. Jorge Luiz Rodrigues e Jorgely Aular têm chamado a atenção de quem visita o Mercado Municipal Adolpho Lisboa, no Centro Histórico. Com personagens regionais, eles têm parado os corredores do prédio centenário e, pelo sucesso, foram convidados para a terceira edição do Mercado Cultural, projeto da prefeitura que leva atrações artísticas para o espaço no turno da noite.

“A cada edição procuramos trazer novidades para o Mercado. Quem for nesta sexta-feira, 30, vai curtir várias atrações e as estátuas são uma delas. O objetivo é valorizar os artistas, a nossa cultura e abrir mais uma possibilidade de visitação e vendas para os comerciantes do Adolpho Lisboa. Tem muita gente que gostaria, mas não consegue fazer compras durante o dia. Então criamos esse happy hour às sextas-feiras, uma vez por mês, como uma alternativa de lazer para a população local e turistas”, explica Glauco Francesco, subsecretário do Centro Histórico.

Para o artista Jorge Luiz Rodrigues e sua companheira, Jorgely Aular, o Mercado Cultural é uma excelente forma de mostrar o trabalho que desenvolvem há quatro anos. Ele explica que ser estátua não é algo simples, exige técnica e talento. “Antes de me montar, eu faço uma série de exercícios, como alimentos saudáveis, controlo a respiração e começo a desacelerar o corpo. A concentração é muito importante para me manter totalmente imóvel, conseguir congelar as pálpebras e outras partes extremamente sensíveis do corpo”.

O ritual dos artistas ainda inclui a preparação da pele com creme hidratante, maquiagem especial para o corpo, além da caracterização com acessórios confeccionados exclusivamente para as performances. Atualmente, Luiz trabalha com três personagens: uma mulher africana, uma moça chamada Maria Guevara, bastante conhecida na Venezuela, e o seu personagem mais típico, o pescador. Jorgely tem duas personagens: uma índia e uma levita, um tipo de sacerdotisa hebraica. No Mercado, eles vão se apresentar com as figuras regionais.

 

Serviço

O quê: Mercado Cultural

Quando: Nesta sexta-feira, 30/10, das 18h às 22h

Quanto: Gratuito

Onde: Mercado Adolpho Lisboa, com acesso pela Manaus Moderna e Rua dos Barés.

 

 

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X