Grupo Garagem faz ensaio aberto no Les Artistes Café Teatro

Foto: Janaína Siqueira/Divulgação Grupo Garagem Grupo Garagem faz ensaio aberto no Les Artistes Café Teatro

Na quinta-feira, 10, o Grupo Garagem, com o apoio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), realiza um ensaio aberto ao público do seu mais novo espetáculo  “Quando encontramos sonhos perdidos nas roupas que costuramos”. A estreia da peça, cuja temática é o trabalho escravo, está prevista para fevereiro de 2016. A demonstração será no Les Artistes Café Teatro, localizado na Av. Sete de Setembro, no Centro Histórico, às 20h.

Definido a partir da ideia de debater o trabalho escravo contemporâneo na indústria têxtil, a montagem tem como base pesquisas e improvisação de atores. “Queremos conhecer a opinião das pessoas sobre o tema e produzir reflexões” disse o diretor do espetáculo, Gleidistone Melo.

Segundo a integrante do grupo e artista, Pricilla Conserva, a equipe optou em não construir um texto fixo. “Escrever em processo é difícil, pois a escuta sensível, a observação e reflexão das improvisações dos atores, devem ser constantes. A dramaturgia entra em cena para organizar essas ideias, além de agregar valor literário ao texto” conta.

Para o grupo, a improvisação dos atores é de extrema importância, pois é através do trabalho deles que a construção do texto e do espetáculo, será alimentada.

O ator Ítalo Rui, comenta que tem sido desafiador trabalhar com um texto que nasce durante as improvisações na sala de ensaio. “Como é uma dramaturgia em processo, não sabemos detalhadamente o percurso dos personagens. Isso é algo que é gerado aos poucos. Leva tempo para ser criado e ele precisa ser respeitado. É outro tipo de relação com a obra” explica.

Sinopse:

O espetáculo aborda a temática do trabalho escravo contemporâneo na indústria têxtil. O enredo conta a história de três trabalhadores, que são levados do município de Humaitá para cidade de Manaus para trabalhar em uma oficina de costura para grandes marcas. Com o passar dos meses, são aliciados e explorados. Durante a história, os personagens são privados de sua liberdade e tratados de forma desumanas.

Ficha Técnica:

Direção: Gleidstone Melo

Assistente de direção e cenário: Débora Trierweiller

Elenco: Agatha Paes, Andreza Raoni e Ítalo Rui

Figurino: Frank Kitizinger

Sobre o Grupo Garagem

O Grupo Garagem é um coletivo de criação formado peleos artistas de teatro de Manaus Gleidstone Melo, Ítalo Rui, Janaína Siqueira e Pricilla Conserva. O grupo surgiu em 2013, dentro da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), durante os trabalhos desenvolvidos nas disciplinas de ‘Direção 1 e 2’, com o objetivo de pesquisar as diversas linguagens da cena.

No portfólio, o grupo já conta com os espetáculos “Aconteceu, acontece ou acontecerá” e “Senti um vazio no começo quando o coração foi embora, mas agora está tudo bem”. Atualmente, monta o terceiro trabalho “Quando encontramos sonhos perdidos nas roupas que costuramos”, com a temática do trabalho escravo contemporâneo na indústria têxtil.


Equipe Viva Manaus

Comentários

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões
X