Moradores do Santa Etelvina participam de oficina sobre comunidades ribeirinhas

Foto: Divulgação/Projeto Comunidades Ribeirinhas de Manaus Moradores do Santa Etelvina participam de oficina sobre comunidades ribeirinhas

Após apresentação para os moradores do bairro Puraquequara, na zona Leste de Manaus, o projeto “Comunidades Ribeirinhas de Manaus – Do Preto ao Amarelo” será apresentado nesta quarta-feira, 20, no Instituto Socioambiental e Cultural Divino Amor (IDA), no loteamento Santa Tereza, bairro Santa Etelvina, zona Norte da cidade. Vencedor do Edital Prêmio Audiovisual de 2014, promovido pela Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), a oficina-palestra é uma contrapartida do apoio dado pela prefeitura para a realização do projeto, que catalogou mais de 60 comunidades no entorno da capital amazonense.

De acordo com a coordenadora e produtora do projeto, Suzana Cláudia de Freitas, durante as pesquisas de campo, em parceria com o produtor Carlos Agustin, foram percorridas as comunidades localizadas às margens do rio Negro e Alto Solimões durante um ano. O objetivo foi identificar e abordar as principais diferenças de localização geográfica das regiões onde se encontram as comunidades com acesso exclusivamente fluvial. “A primeira oficina-palestra foi muito boa, tivemos um excelente retorno. Dessa vez, espero o mesmo resultado, pois estou há uma semana no bairro fazendo a mobilização”, comentou Suzana.

No total, foram identificadas 62 comunidades com essas características. A pesquisa iniciou em 2014 e foi finalizada em dezembro de 2015. “Esperamos que esse material também seja divulgado nas escolas para que os alunos conheçam essas comunidades, pois muitas não estão nem no mapa”, destacou a organizadora.

SERVIÇO

O quê: Oficina-palestra “Comunidades Ribeirinhas de Manaus – Do Preto ao Amarelo”

Quando: 20/01 (quarta-feira), às 18h

Local: Rua Enos, nº 28, loteamento Santa Tereza, bairro Santa Etelvina

Quanto: Gratuito

Comentários

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões
X