Chama Olímpica chega a Manaus e é recepcionada pelo prefeito Arthur Neto

Foto: Mário Oliveira/Semcom Recepção Tocha Olímpica em Manaus

Pontualmente às 8h30, o Fogo Olímpico aterrissou na capital amazonense neste domingo, 19, trazido pelo coordenador do revezamento da Tocha Olímpica,  Marco Elias, e recepcionada no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, zona Oeste, pelo prefeito Arthur Virgílio Neto e pelo diretor executivo de Operações do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, general Marco Aurélio, além do organizador em Manaus, Bernardo Monteiro de Paula, e no Amazonas, Mário Aufieiro.

De acordo  com o prefeito, a Chama oficializa ainda mais Manaus como cidade Olímpica e traz com ela a esperança de dias melhores.  O prefeito destacou que Manaus lutou muito para ser uma das subsedes das olimpíadas e, após a confirmação, cumpriu, rigorosamente, todos os embargos e exigências feitas pelo Comitê Organizador das Olimpíadas 2016.

“Esse fogo transforma Manaus de vez em uma cidade olímpica e ao mesmo tempo significa a chegada de dias melhores, de juventude forte, velhice respeitada, de maturidade pronta para receber uma Manaus muito mais digna. Essa chama significa emoção e essa emoção significa esperança. É essa esperança que a tocha nos traz e que está na nossa alma, no nosso espírito e vai ficar para sempre no espírito do povo de Manaus”, afirmou o prefeito.

De acordo com o diretor executivo de Operações do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, general Marco Aurélio, a expectativa em relação à chegada da chama olímpica em Manaus é uma das maiores. “É pela primeira vez que temos os Jogos Olímpicos na América do Sul e pela primeira vez uma chama milenar, que vem de Olímpia, na Grécia, vai passar na Floresta Amazônica. Temos a expectativa de não só engajar todas as pessoas aqui nos jogos, que não são somente do Rio de Janeiro, são Jogos Olímpicos do Brasil, mas também mostrar para o mundo a Amazônia Brasileira”, afirmou.

Já na avenida Santos Dumont, o símbolo olímpico foi recepcionado por uma multidão de manauaras que puderam fazer fotos, vídeos e guardar para sempre esse momento histórico. “Esse momento é único”, disse o professor Osvaldo Fernandes.

A tocha também começou a maratona dos 39 quilômetros, no horário previsto. O primeiro a conduzir a tocha, de bicicleta – para representar o transporte alternativo, foi o sargento da Companhia de Operações Especiais da Polícia Militar (COE), Laércio Estumano, representante da Força Nacional. Iniciado, às 9h50, o primeiro trecho do revezamento vai da avenida Santos Dumont até o Centro Histórico de Manaus.

 

Manaus recebe a Tocha com ‘flashmob’

Após ser recebida pelo primeiro condutor, a chama olímpica recebeu uma homenagem de flashmob dos estudantes da rede pública municipal. Desde as 7h, a família de Rosiane de Souza estava aguardando a chegada da tocha. “É mais uma conquista para a cidade de Manaus e nós fizemos questão de estar aqui para vê-la chegar”, disse orgulhosa.

Já a coreana Yazawa Yoshihiko, foi com a filha e o marido especialmente para ver a tocha. “Eu vim com a minha família para participar desse momento lindo nessa cidade, onde moro há dois anos”, comentou.

Desde o dia anterior e durante todo o trajeto do Revezamento da Tocha Olímpica, todas as secretarias municipais estão a postos para garantir os serviços necessários para o evento, entre os essenciais: trânsito, transporte, limpeza pública e saúde. Equipes da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) também estão nas ruas, sensibilizando a população para o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, divulgando os canais de denúncia Disque 100, 0800 092 1407 e 0800 092 6644.

 

X