Clima Olímpico toma conta do Centro Histórico

Foto: Karla Vieira/Semcom Centro de Manaus

A alegria verde e amarela tomou conta de Manaus neste domingo, 19, com o Revezamento da Tocha Olímpica. No Centro Histórico, a passagem da chama foi carregada de simbolismo, contemplando diversos prédios e monumentos que marcam a identidade da capital amazonense. Em todo o percurso, populares se reuniam para acompanhar o comboio olímpico e eternizar as memórias desse momento especial.

“Quando soube que a tocha chegaria aqui em Manaus, fiquei ansiosa e até sonhei. Apesar de todas as dificuldades que a gente passa nessa vida, o esporte nos dá alegrias. Sou fanática por tudo que valoriza o esporte e vou ficar aqui até conseguir fazer uma foto”, disse a autônoma Val Almeida, de 60 anos, enquanto aguardava a passagem do revezamento na avenida Eduardo Ribeiro.

“É um momento único. Não sei se nas próximas olimpíadas isso vai se repetir. Quis viver esse momento histórico e um dia vou poder contar para os meus descendentes que eu vi a Tocha Olímpica no Amazonas”, completou a jovem Paula Santos Souza.

A Eduardo Ribeiro é uma das principais vias do Centro Histórico e o principal símbolo cultural de Manaus, sediando um dos mais bonitos teatros do mundo – o Teatro Amazonas. Inaugurada no final do século XIX, a avenida se tornou cartão-postal após o início as obras de requalificação histórica realizadas pela Prefeitura de Manaus, devolvendo todo seu charme do período da Belle Époque.

Era por volta das 12h30, quando a chama olímpica chegou ao Paço Municipal. Foi em frente à praça Dom Pedro II que Simplício Campos, paratleta da natação, e Paulinho Avelino, ex-capitão da Seleção Brasileira de Vôlei, fizeram o revezamento da chama.

A professora da rede municipal Michelle Silva também foi uma das selecionadas para conduzir a tocha, depois de ganhar um prêmio nacional pelo projeto “Parquinho da Inclusão”, desenvolvido com alunos do Conjunto Habitacional Viver Melhor. “É uma vitória para mim e para todos os alunos com algum tipo de deficiência. Isso nos mostra que o esporte é para todos. É um momento de muita emoção”, disse emocionada.

Clima olímpico

Moradores da avenida Leonardo Malcher instalaram uma grande bandeira na via para aguardar a passagem da tocha. “Estamos desde as 8h da manhã reunidos. Aqui é sempre assim, muita animação, seja Copa ou Olimpíadas, somos Brasil”, brincou a dona de casa Gláucia Farias.

Os turistas também marcarem presença e aproveitaram o momento, como o mexicano Hernando Zertuche. “Viemos de férias e ficamos sabendo que a tocha iria passar por Manaus. Fizemos nossa programação para dedicar todo esse dia só para ver a tocha. Não podíamos perder essa oportunidade de ver bem de perto o Símbolo Olímpico”, disse.

 

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X