Exposição “Onde Passo?” estreia no Paço da Liberdade

Foto: Ingrid Anne/Manauscult Exposição fotográfica Onde Passo

Os vencedores da primeira edição do concurso fotográfico “Onde Passo?” inauguram exposição no Paço da Liberdade nesta sexta-feira, 21, às 10h. A exposição de fotos é a premiação da primeira edição do concurso realizado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult). A exposição integra a programação dos 347 anos de Manaus.

O desafio proposto pelo concurso, lançado em 2015, foi explorar perspectivas diferenciadas de paisagens conhecidas da cidade. O talento e a observação de ângulos pouco explorados inspirou os fotógrafos participantes e o resultado revelou nuances surpreendentes da arquitetura do Centro Histórico de Manaus. O fotógrafo Francisco de Lima foi o vencedor na categoria “Câmera” e Milena di Castro a vencedora na categoria “Smartphone”.

A exposição que leva o mesmo nome do concurso “Onde Passo?” reunirá 24 imagens dos dois fotógrafos com a curadoria do artista Óscar Ramos. “Nossa maior satisfação é dar visibilidade ao trabalho talentoso dos profissionais locais valorizando o que temos de mais belo no nosso Centro Histórico”, declarou o diretor-presidente da Manauscult, Bernardo Monteiro de Paula.

Premiação inédita

Ambos os vencedores do concurso “Onde Passo?” serão os artistas principais de uma exposição fotográfica pela primeira vez em suas carreiras. Segundo Milena, suas fotografias são uma série de imagens que retratam o cotidiano da cidade de Manaus. “Meu objetivo é desafiar. Quero que as pessoas olhem as imagens e saibam dizer onde foram feitas, porque são detalhes de alguns dos monumentos da cidade que passam despercebidos no dia-a-dia e até mesmo cenas cotidianas”, explica.

Francisco Lima, mais conhecido como Chicão Lima, conta que apresentou para a curadoria 30 fotos que retratam pessoas, arquitetura e costumes, com um olhar social, tentando mostrar a beleza e a dignidade, onde é difícil enxergá-la. “Trabalho para desenvolver um olhar mais humanista”, afirma o fotógrafo que também é padre.

Curadoria

Das mais de 60 fotos colocadas à disposição para a curadoria, ficaram os 24 registros mais instigantes e, igualmente, belos de cenários da capital do Amazonas. Para o curador da exposição, os registros vão mostrar um pouco do movimento frenético de uma Manaus Moderna. “Escolhemos fotos que vão chamar a atenção do público para uma cidade modificada, com linhas arquitetônicas únicas, mas também com a atividade de um povo trabalhador que faz a capital crescer”, declarou o curador do Paço Municipal, Óscar Ramos.

Comentários

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões
X