Fantasias irreverentes e muita folia marcam o Bloco das Piranhas

Foto: Ingrid Anne/Manauscult 11.03.2017-Bloco-das-Piranhas---Foto-Ingrid-Anne-Manauscult-(41)

Quem foi ao Bloco das Piranhas este ano levou a sério o traje requisitado: noivas, Power Rangers, Malévola, Pikachu e outros personagens do cinema, TV e cultura pop inspiraram as fantasias dos foliões este ano. A festa, que chega à sua 37° edição, começou na tarde deste sábado (11), no Sambódromo, e seguiu até à meia-noite.

Entre os foliões, estavam participantes fiéis do bloco, como o autônomo Carlos Saldanha, que foi acompanhado dos amigos fantasiados como a versão feminina dos ‘Caça-Fantasmas’. “Faz vinte anos que a gente frequenta o bloco. A ideia da fantasia desse ano surgiu numa conversa em grupo, então mandamos fazer a roupa e viemos brincar o Carnaval”, afirmou.

Outro que já curte a festa há um bom tempo é o gestor de RH Williams Assunção, que juntou um grupo de sete amigos, todos vestidos de bichinhos de pelúcia em cores vibrantes. “Participamos do bloco há dez anos, desde que era no Aeroclube e depois, quando se instalou aqui. O que me atrai nesse bloco é a irreverência e a criatividade para brincar Carnaval de todas as formas. Esse ano, por exemplo, nós escolhemos como temática das nossas fantasias bichinhos de pelúcia”, contou, entre coelhinhos, ursinhos, gatinhos e pokémons fofos.

Apoio e estrutura

11.03.2017-Bloco-das-Piranhas---Foto-Ingrid-Anne-Manauscult-(26)

Foto: Ingrid Anne/Manauscult

Dois trios elétricos esquentaram o público até o fim da festa, com muito agito ao som das bandas Vai Garotão, Banda Marrakesh, Banda Impakto e Loka Tentação. Garantindo a segurança do evento, um expediente de aproximadamente 700 policiais militares e 40 bombeiros civis esteve distribuído em equipes no Sambódromo, além de homens da segurança privada.

O Bloco das Piranhas é um dos eventos contemplados pelo Edital de Apoio ao Carnaval de Rua da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult). Durante todo o mês de fevereiro e início de março, cem bandas e blocos promoveram a tradição momesca em diversas zonas da cidade. O circuito termina oficialmente neste domingo, 12, com a banda LGBT Folia, no Centro, às 16h.

Noivas, bailarinas, super-heróis, caça-fantasmas, bichinhos de pelúcia: criatividade é o que não faltou para os foliões…

Posted by Manauscult on Sunday, March 12, 2017


Gabriel Oliveira

Equipe Viva Manaus

Comentários

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões
X