‘Abaporutação’ traz as pressões da vida para o palco

Foto: Karyme Dibo/Manauscult 25.04.2017 - noite (1)

Abrindo a primeira noite da 11ª Mostra de Teatro do Amazonas, o espetáculo “Abaporutação”, escrito e dirigido por Dimas Mendonça, que também é o ator do monólogo, retratou a ironia da pressão que o ser humano sofre para obter sucesso na vida. A mostra está acontecendo às 20h no Les Artistes Café Teatro, localizado no Centro Histórico da cidade e vai até o dia 28/04.

A obra possui uma estrutura de cenário e palco que fogem do tradicional, e segundo Mendonça a ideia central da peça é causar impacto na platéia. “É uma reflexão que eu provoco no público, para que as pessoas repensem as suas formas de vida, a maneira como vêem a religião, a família e a própria arte, que são temas que coloco em cena”, afirmou.

O ator também conta que o nome do monólogo provém da cultura indígena. “Abaporutação vem da palavra ‘abaporu’ que é um termo que os artistas da Semana de Arte Moderna de 1922 encontraram para uma das obras da pintora Tarcila do Amaral, e significa “gente que come gente” em tupi guarani. Eu acrescentei o “tação” como uma forma de ser ser um processo de gente que come gente, no sentido figurado, trazendo a ideia de que comemos também o espaço, as ideias, esse entorno, e o entorno também nos devora”, explicou.

Já Tércio Silva, membro da diretoria da Federação de Teatro do Amazonas (Fetam), destacou a importância da realização do evento. “A mostra tem o poder de unir o movimento teatral, apresentar ao público os trabalhos que estão sendo realizados. Recebemos artistas de outros estados também, por isso ela possui enorme relevância e deve continuar acontecendo”, disse.

A mostra acontece anualmente e este ano ela foi dividia em dois módulos, o primeiro aconteceu nos dias 27 e 28/03 no Teatro Amazonas, e agora está no seu segundo módulo. Com apresentações infantis às 10h e os espetáculos adultos às 20h.


Karyme Dibo

Equipe Viva Manaus

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X