Manaus é destaque no jornal canadense Le Devoir

Foto: Ingrid Anne/Manauscult Paço da Liberdade - Visita

Os atrativos turísticos da capital amazonense foram destaques neste mês de abril no Le Devoir, veículo de comunicação canadense. Com a manchete em francês “Manaus, l’étonnante metrópole de l’Amazonie” (‘Manaus, a deslumbrante metrópole da Amazônia’, em tradução livre), o jornalista Gary Lawrence discorre sobre a opulência dos prédios históricos da capital do Amazonas, que demonstram como vivia a sociedade manauara do período áureo da borracha, dando destaque para o Centro Histórico de Manaus, partindo da referência ao filme “Fitzcarraldo”, de 1982, rodado em Manaus e dirigido pelo alemão Werner Herzog.

“É um importante reconhecimento das características que fazem de Manaus a metrópole da Amazônia. A Prefeitura de Manaus vem em uma crescente consolidação da imagem da cidade, a partir da melhoria dos setores de prestação de serviços, da qualificação dos segmentos envolvidos no Turismo; de infraestrutura, a exemplo da revitalização da avenida Eduardo Ribeiro; e de ressignificação do Centro Histórico da cidade, com ações crescentes como o Passo a Paço”, afirmou o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula.

Ele destacou, ainda, o fortalecimento do Turismo em Manaus, a partir de eventos internacionais como a realização de jogos da Copa do Mundo 2014 e dos Jogos Olímpicos Rio 2016, além do Amazonia Live, uma parceria com o Rock in Rio que trouxe o tenor Plácido Domingo para se apresentar no meio do Rio Negro.

A matéria ressalta também a rua mais antiga da cidade, a Bernardo Ramos, e sua arquitetura colonial como um dos pontos turísticos a serem visitados em Manaus, bem como detalhes do Teatro Amazonas, ilustrado na reportagem ressaltando sua área interna. O Mercado Municipal Adolpho Lisboa, no Centro, também ganhou espaço, finalizando com as residências do Centro Antigo e um afresco em um muro na rua 10 de Julho.

O texto traz dicas de como chegar a Manaus partindo de Montreal, no Canadá, hospedagens, restaurantes e baladas noturnas e classifica Manaus como hub e porta de entrada na Amazônia, sendo o terceiro centro econômico do Brasil.

A publicação na íntegra pode ser conferida aqui.

Exposição

O mesmo veículo destaca, em outra matéria, a exposição “Amazônia: O xamã e o pensamento da floresta”, no Pointe-à-Callière Museum, que conta com peças indígenas como cocares de penas, instrumentos musicais, máscaras e itens xamã, cedidas do Museu Etnográfico de Genebra (Suíça) e do Museu Real de Arte e História em Bruxelas (Bélgica), ilustrada com sons que recriam o imaginário da cultura indígena e que conferem um convite ao visitante à imersão na Amazônia.


Mônica Figueiredo

Equipe Viva Manaus

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X