Coleção Thiago de Mello ganha espaço no Museu Amazônico

Foto: Divulgação/Ufam Acervo Thiago de Mello

As obras do escritor amazonense Thiago de Mello ganharão um novo espaço no Museu Amazônico. O acervo bibliográfico com aproximadamente oito mil itens foi doado para a Universidade Federal do Amazonas e está aberto ao público desde o dia 23 de junho.

Trata-se de um acordo de cooperação técnica celebrado pelo Ministério da Cultura, por meio do Programa Mais Cultura, entre a Ufam e a Fundação Djalma Batista. O objetivo da parceria é apresentar para a comunidade em geral um espaço de visitação do acervo pessoal do escritor Thiago de Mello.

A coleção bibliográfica reúne livros colecionados pelo poeta ao longo de sua vida e obras adquiridas pela Fundação Nacional do Livro (FNL). Os materiais estarão disponíveis em estandes na Biblioteca Setorial do Museu Amazônico, na Rua Ramos Ferreira, 1.036, Centro, de segunda a sexta-feira, no horário de 8h às 17h.

São obras que abordam questões antropológicas, sociológicas e literárias, e buscam preservar a memória do autor, além de corroborar para o fomento de estudos, pesquisa e promoção da leitura e do conhecimento.

Em boas condições de preservação, os itens disponibilizados para a visitação da comunidade amazonense serão gerenciados pelo Sistema Pergamun, uma plataforma informacional do Sistema de Bibliotecas da Ufam.

Thiago de Mello

Reconhecido como um dos mais renomados escritores amazonenses, Thiago de Mello possui obras traduzidas para mais de trinta idiomas. Seu poema mais conhecido é Os Estatutos do Homem, em que afirma os valores simples da natureza humana. Outra obra bastante conhecida é o livro Poesia Comprometida com a Minha e a Tua Vida, que lhe rendeu, em 1975, durante o regime militar, um prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte. O poeta é conhecido internacionalmente como um intelectual engajado na luta pelos Direitos Humanos.


Com informações de assessoria

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X