Mais de 600 artistas elegem membros do Concultura

Foto: Steffanie Schmidt/Manauscult Apuração da eleição do Concultura 2017

Mais de 600 eleitores do segmento artístico-cultural de Manaus participaram do processo eleitoral paraescolher os novos membros do Conselho Municipal de Cultura (Concultura). A votação ocorreu nesta sexta-feira, 14/7, das 8h às 17h, na Biblioteca João Bosco Pantoja Evangelista, no Centro de Manaus. A contabilização, acompanhada pelos candidatos, terminou às 20h30, com um total de 638 votos, sendo seis nulos e 632 válidos.

O resultado final será divulgado a partir de segunda-feira, 17, após a aplicação do coeficiente eleitoral, conforme prevê o edital. A partir de então, o presidente do Concultura, o escritor Márcio Souza, terá até 15 dias úteis para encaminhar os nomes dos vencedores ao prefeito Arthur Virgílio Neto, para posterior nomeação. Ao todo, 27 candidatos disputaram as vagas de membros e suplentes nos oito segmentos.

No segmento Teatro e Circo, Paulo de Queiroz Martins obteve 13 votos e Francis Madson, 7; na Dança, Mônica Marques alcançou 27 votos, Baldoíno Leite de Souza, 19, Marcus Vinicius dos Santos Prudente, 17, e Marcos André Durand Pereira, 4. Na Música, Fabiano Cardoso de Oliveira foi o mais votado, com 38 cédulas válidas, seguido de Jander Manauara, com 29, e Serginho Queiroz, com 7. Não foram contabilizados votos para o candidato Renato Souza Barros.

Na categoria Artes Visuais, Afrânio Chaves dos Santos teve 12 votos e Paulo Henrique Trindade Correa, 3; já em Literatura, Jorge Ernesto Klein obteve 10 votos e Rojefferson da Silva Moraes, 6. A disputa na cadeira de Audiovisual rendeu 50 votos para Liliane Monteiro Maia, 49 para Michelle Barbosa Andrews, 40 para José Júnior Rodrigues Pinheiro, 4 para Zeudimar Barbosa de Souza, e 3 para Walter Fernandes Bouças Junior. No segmento Cultura Étnica, Aguinilson Araújo Peres teve 67 votos, Sonia Maria Leal da Silva, 26, e Klarck Lázaro da Silva Fonseca, 15; e, por fim, na categoria Cultura Popular, Dudson Campos Carvalho registrou 134 votos, Israel Moraes de Oliveira, 27, e Carla Conorí, 21.

Os eleitos ficarão no cargo por até dois anos. Nessa nova gestão, os conselheiros do Concultura terão a responsabilidade também de participar do processo de seleção dos projetos que deverão ser contemplados por meio dos editais, dentro da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, sancionada em abril e que deverá entrar em vigor já em 2018.

A Lei Municipal de Incentivo à Cultura prevê o fomento para o segmento artístico em Manaus, por meio da renúncia fiscal do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN), tributo pago pelas empresas à Prefeitura de Manaus. Dessa forma, o valor do tributo poderá ser destinado diretamente a projetos culturais que poderão ser captados diretamente pelos artistas junto à iniciativa privada. Poderão obter financiamento artistas, instituições culturais e folclóricas, desde que atendam às exigências impressas na Lei.


Steffanie Schmidt e Mônica Figueiredo
Equipe Viva Manaus

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X