Café Teatro exibe relatos de moradores do Centro

Foto: Jhonata Marques/Manauscult

Integrando a 11ª Primavera dos Museus, iniciada na última segunda-feira, 18/9, o Café Teatro exibirá nesta sexta-feira, 22/9, a partir das 14h30, o vídeo “Memórias do Centro Histórico”, com depoimentos de moradores que residem no entorno do Paço da Liberdade, no Centro Histórico de Manaus. Ao todo, dez moradores participaram do registro audiovisual que resgata as memórias da área mais antiga da cidade.

No vídeo, os personagens que moram entre 30 a 60 anos no Centro contam as mudanças que observaram ao longo dos anos no local, a história da primeira área habitacional da cidade e ainda a perspectiva quanto a requalificação do Centro. O vídeo foi gravado entre agosto e setembro. Os moradores foram convidados a participar da Primavera dos Museus para assistirem a exibição.

Este ano, a 11ª Primavera dos Museus traz como tema “Museus e suas Memórias”, destacando a importância de valorizar a memória institucional como elo essencial na memória construída e compartilhada a partir de diferentes perspectivas sociais e que tem no museu um importante ponto de conexão.

Visita guiada no Paço da Liberdade. Foto: Jhonata Marques/Manauscult

Visita monitorada 

Nesta quarta-feira, 20/9, o Paço da Liberdade e a Praça Dom Pedro II, receberam uma visita monitorada coordenada pelo diretor do Paço, Leonardo Novelino. A atividade gratuita, intitulada “A Memória Mítica do Museu”, teve como objetivo  expor aos visitantes os elementos dos museus e da Praça Dom Pedro II, com base na memória mitológica, destacando o museu como grande depositório e cuidador da memória.

Pela primeira vez, a estudante de arquitetura Camila Ribeiro, a convite de uma amiga, visitou o Paço da Liberdade. “Eu acredito que as pessoas precisam vir conhecer mais o lugar, saber como foi feito cada elemento do prédio e dos históricos que estão em volta da praça. Por exemplo, o museu tem característica neoclássica, de uma arquitetura fiel a antigamente, e isso é super legal de observar, como estudante, um pouco do greco-romano aqui no Amazonas, fiquei muito encantada”, comentou.


Gessiane Garcia
Equipe Viva Manaus

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X