Moradores do Centro Histórico emocionam público no Café Teatro

Foto: Jhonata Marques/Manauscult Vídeo Memória do Paço

Emoção, conhecimento e recordações: foi assim a tarde desta sexta-feira, 22/9, no Les Artistes Café Teatro, com a exibição do vídeo “Memórias do Centro Histórico”. Ao todo, dez moradores participaram do registro audiovisual que resgata as memórias mais antigas da cidade. Alunos e professores da Escola Estadual Professor Francisco Albuquerque, familiares e os moradores participantes do vídeo compareceram ao local para assistirem a exibição e ficaram emocionados.

De forma inédita, a Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), trouxe para a Primavera dos Museus relatos de pessoas que ajudaram a construir a história da cidade. No vídeo, os personagens que moram há 30, 40 e até 60 anos no Centro, contaram as mudanças que observaram ao longo dos anos no local, a história da primeira área habitacional da cidade e ainda a perspectiva quanto à requalificação do Centro. O vídeo foi gravado em agosto e setembro.

A exibição do vídeo integra a 11ª Primavera dos Museus, que, este ano, traz como tema “Museus e Suas Memórias”, destacando a importância de valorizar a memória institucional como elo essencial na memória construída e compartilhada a partir de diferentes perspectivas sociais e que tem no museu um importante ponto de conexão.

Relatos

Comovida, a filha de um dos moradores homenageado, a administradora Glenda Lima, destaca que ficou encantada ao ver seu pai, Eliseu Lima, relatar sua trajetória no Centro Histórico.

“Eu achei lindo a atitude de vocês de olharem o passado de onde foi o começo, a raiz de Manaus. Assistir meu pai abordando sua história desde a época que chegou aqui no Centro, para mim é emocionante. Além de tudo, também relembrei a minha infância, dos momentos em que corria pelas ruas do centro para brincar”, disse emocionada.

Quem também marcou presença na exibição do vídeo foram os alunos e professores da Escola Estadual Professor Francisco Albuquerque. Para a professora de Geografia Clauderlane Monteiro, a iniciativa do projeto de resgatar a memória do Centro Histórico tem um grande fundamento, que é manter presente a tradição da nossa cultura.

“Os meus alunos tiveram uma verdadeira aula com esses moradores e vão aproveitar muito o conhecimento adquirido. Eles ficaram muito felizes em saber que os moradores exibidos no vídeo estavam presentes. Ficaram encantados com as histórias e perceberam que nós não podemos perder isso e temos que passar para os outros. Para mim, como professora, é muito gratificante, pois nós os trouxemos para que conheçam essas raízes e saibam que ainda existe incentivo fora da sala de aula”, destacou.

A estudante de Arquitetura Jéssica Andrade ficou encantada com as histórias relatadas pelos moradores que fazem parte da memória do Centro.

“É muito importante a gente ter esse resgate histórico, pois o que nós temos hoje é o que veio do passado. Toda a nossa história foi construída a partir disso e ter uma oportunidade como essa faz com que a gente passe a ter uma vontade de aprender mais e conhecer cada vez mais a história”, comentou.


Gessiane Garcia
Equipe Viva Manaus

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X