Bosque da Ciência traz programação de Dia das Crianças

Foto: Divulgação/Coral Infantil Fundação Glomam

As crianças que ainda não conhecem ou querem visitar novamente o Bosque da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/ MCTIC), nesta quinta-feira, 12/10, têm um motivo a mais para pedir do papai e da mamãe que os acompanhem. Além dos atrativos da fauna e flora da biodiversidade amazônica, o bosque traz uma programação especial em comemoração ao Dia das Crianças. A entrada é gratuita.

O Coral Infantil da Fundação Grande Loja Maçônica do Amazonas (Glomam) é a atração principal da programação, com a apresentação às 11h, no Auditório da Ciência. Composto por 30 vozes de crianças e adolescentes de 7 a 14 anos, o coral levará um repertório diversificado envolvendo músicas infantis, clássicas e tradicionais do Brasil e de outros países.

Criado em 2015, o coral é regido pela maestrina Amanda Aparício, soprano solista da Orquestra de Violões do Amazonas, e pelo pianista Hugo Mesquita. Além de ensaiarem músicas em português, as crianças e adolescentes do coral cantam, por exemplo, em inglês, russo e latim. Um pouco do trabalho do Coral da Fundação Glomam está disponível na página deles no Facebook.

Ainda no Bosque acontecerá a arrecadação de brinquedos para crianças carentes da comunidade indígena urbana União dos Povos, localizada no bairro Tarumã, em Manaus (AM). A criança que quiser doar os brinquedos que não usa mais e fazer a alegria de um novo amiguinho basta entregá-lo até o dia 11 na Casa da Ciência, que fica dentro do bosque, onde há um posto de coleta da campanha “Vamos brincar de doar”. As arrecadações serão doadas no dia 12 para crianças da comunidade indígena urbana União dos Povos, localizada no Tarumã, em Manaus. A campanha é promovida pelo Instituto Amor.

As atrações do Bosque não param por aí: das 9h às 16h30 (entrada), os pequenos (e os grandes) ainda poderão passear pelas trilhas educativas e pela trilha suspensa; conhecer e se encantar com os tanques dos peixes-bois, o lago amazônico e o viveiro dos jacarés. As crianças ainda poderão ver de pertinho a gigante da Amazônia (sumaúma), a tanimbuca (árvore de 600 anos) e a maior folha do mundo (Coccoloba), que foi encontrada pelo pesquisador do Inpa Cid Ferreira e, em 1997, entrou para o Livro do Recordes.

O Bosque da Ciência fica localizado na rua Bem-te-vi (antiga Otávio Cabral), s/nº, Petrópolis, e funciona de terça a domingo, das 9h às 16h30. Aos sábados e domingos, o espaço abre das 9h às 16h. Às segundas-feiras, o espaço é fechado para manutenção. O ingresso para visitante custa R$ 5. Crianças até dez anos e idosos acima de 60 anos são isentos. Visitas de grupos escolares, religiosos e organizações sociais também não pagam, mas precisam agendar. Veja aqui os procedimentos.


Com informações de assessoria

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X