Festival Até o Tucupi prorroga inscrições para Artistas e Colaboradores

Comemorando dez anos de realização, o Festival Até o Tucupi que volta a engrossar as reflexões sobre negritude e identidade sob o tema ‘Consciência Negra’, acontece de 20 a 25 de novembro. E para compor a equipe que faz o projeto acontecer, estão abertas até o dia 16 de outubro inscrições para colaboradores nas áreas de produção e comunicação e também artistas solo/bandas/grupos, interessados em participar da programação musical do festival.

O Festival Até o Tucupi de Artes Integradas, desde 2007, surge com a proposta de colaborar com a reconfiguração da produção cultural brasileira que vem ocorrendo nos últimos anos. Uma história escrita com a participação da sociedade civil, dos mobilizadores culturais espalhados pelo Brasil, passando pela cultura digital, associações e coletivos culturais, até música e festivais. A colaboração sempre fez parte do processo de valorização de uma trajetória que já percorreu todas as zonas da cidade de Manaus nesses 10 anos. Interessados em colaborar nas áreas de Produção Cultural, Design Gráfico, Fotografia, Social Mídia, Audiovisual e Jornalismo Cultural, podem se inscrever acessando o formulário online.

A música, que sempre teve espaço de destaque no Festival, esse ano abre a fecha a programação. O Teatro Amazonas vai ser palco da abertura do festival, com o show ‘Personalidades Negras’, no dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra. Já a Mostra de Música, encerra o festival, no dia 25 de novembro, no Les Artistes Café Teatro, se propondo como espaço potencial de difusão do que há de mais novo, criativo e diverso sendo produzido na música. As inscrições estão abertas para artistas solo, bandas e grupos que desenvolvam seus próprios trabalhos, dos mais diversos estilos musicais. Interessados podem se inscrever no formulário online.

Histórico

No Amazonas, o Até o Tucupi é um festival que desde 2007 é voltado para valorização das artes integradas, promovendo intercâmbio cultural do Estado com outras regiões do Brasil. O festival torna-se ponto chave nessas articulações, tanto para escoamento de produções artísticas, quanto para a troca de tecnologias sociais que visam a capacitação dos agentes culturais amazonenses, capazes de provocar a transformação da cidade de Manaus, com foco na qualidade de vida, tendo em vista a transversalidade da Cultura com aspectos da vida urbana: educação, saúde, mobilidade, segurança. Em 10 anos o Até o Tucupi mobilizou números relevantes, alcançando um total de 57 mil pessoas atingidas, tendo a juventude como seu público-alvo. 2.500 pessoas foram capacitadas em atividades de formação e na música, foram realizados 178 shows de artistas da cidade e de outros estados brasileiros. Todas as atividades com acesso gratuito. Em 2017,  como retomada de um sentimento coletivo de pertencimento à cidade, o Até o Tucupi propõe conectar em rede jovens agentes culturais, de diversas zonas e atuações e interseccionar esse desejo, em uma consistente programação artística e de formação.

Realização

O Festival Até o Tucupi de Artes Integradas é realizado pelo Coletivo Difusão – organização cultural coletiva de Manaus, que visa produzir para fomentar cultura e que desde 2006 atua promovendo a integração entre as manifestações artísticas independentes nos eventos e projetos que assina; desenvolve troca de informações entre os cenários culturais para escoamento e intercâmbio das produções independentes; incentiva as experimentações artísticas, viabiliza e organiza oficinas, seminários, workshops, eventos culturais e grupos de estudos relacionados à produção artística com intuito de mapear e incentivar não somente a produção, mas a pesquisa e a capacitação dos atores envolvidos, tendo como público-alvo prioritário a juventude, estimulando o seu protagonismo na sociedade.

O Festival Até o Tucupi 2017 conta com o apoio da Prefeitura de Manaus – através da Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer – SEMJEL e Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos – Manauscult, e Governo do Estado do Amazonas, através da Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas – SEC-AM.


Com informações de Assessoria

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X