14ª Feira de Troca de Livros e Gibis acontece no domingo

Foto: Vitor Souza/Secom

A 14ª edição da Feira de Troca de Livros e Gibis será realizada no próximo domingo, 29/10, de 9h às 13h,na Biblioteca Pública do Amazonas, na Rua Barroso, 57, no Centro Histórico de Manaus.

Realizada pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), a programação faz parte da comemoração ao Dia Nacional do Livro e conta com a interação de públicos de todas as idades. A entrada é gratuita.

A organização da feira disponibiliza livros e gibis para troca, que poderá ser realizada de acordo com a quantidade de exemplares que cada pessoa tiver. O participante recebe um cupom por cada livro ou gibi em bom estado de conservação que desejar trocar, e o cupom permite realizar a troca.

São aceitos materiais nas categorias de literatura geral, literatura brasileira, literatura da Amazônia, literatura infanto-juvenil, gibis, HQs, mangás e biografias. Os livros são trocados somente por outros livros, já os gibis podem ser trocados por gibis e por livros de literatura infantil, ou vice-versa.

Conhecendo a Biblioteca

A Feira realiza, pela primeira vez nesta edição, a ‘Bibliotour: conheça a Biblioteca’, atividade voltada para o público conhecer os espaços e a história da biblioteca, incentivando a prática da leitura e a curiosidade pela variedade de conhecimento que os espaços culturais do Estado têm a oferecer.

Incentivo ao audiovisual nacional

A programação conta, ainda, com a exibição dos longas-metragens “O ano em que meus pais saíram de férias” (2006), de Cao Hamburger, às 9h15, e “Aparecida: o milagre” (2010), de Tizuka Yamasaki, às 11h.

De acordo com um dos organizadores do evento, o bibliotecário David Carvalho, a exibição dos filmes nacionais é importante para aproximar o público manauara do que está sendo produzido no país. “Geralmente escolhemos filmes que fazem parte do acervo da Agência Nacional de Cinema (Ancine) e que não chegam a Manaus, com intenção de dar espaço a essa divulgação que é necessária para o audiovisual”, explicou.


via Portal da Cultura

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X