Reinauguração da Praça da Matriz terá celebração de benção e shows

Foto: Alex Pazuello/Semcom

A Praça XV de Novembro – a querida Praça da Matriz -, localizada no Centro Histórico de Manaus, será entregue à população pelo prefeito Arthur Virgílio Neto na próxima quarta-feira, 15/11, com uma “celebração de benção” e shows musicais. A programação se iniciará às 16h e contará com a presença do Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sérgio Eduardo Castriani, entre outros convidados.

Os cantores Lucilene Castro, Zezinho Corrêa e Nunes Filho se apresentarão no palco montado na lateral da Avenida Eduardo Ribeiro, próximo ao Relógio Municipal. A partir das 17h, o coral da Escola Jackson Damasceno fará sua apresentação e, às 17h30, haverá o momento de celebração da reinauguração da praça, com os badalos dos sinos da igreja, às 18h, para em seguida ser realizado o descerramento da placa. Por volta das 18h20, Lucilene, Zezinho e Nunes voltam ao palco para continuar suas apresentações.

Para o diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula, comemorar a reabertura da Praça da Matriz é reescrever uma parte importante da história de Manaus.

“Essa é mais uma etapa de um processo de ressignificação do Centro Histórico. A história da Matriz caminha junto com a história da cidade, e poder fazer parte desse processo de renovação, de reconstrução, é gratificante como gestor público. Será um grande momento de celebração, onde as famílias poderão participar da benção e também curtir os shows que estamos preparando com grande carinho”, comenta o presidente.

Oficialmente batizada de Praça XV de Novembro, a Praça da Matriz é um dos berços da história de Manaus. Na praça foi construída a primeira igreja da cidade, a Catedral Nossa Senhora da Conceição, popularmente chamada de Matriz, considerada a primeira grande obra arquitetônica da cidade e que também carrega um dos cartões-postais mais significativos, o Relógio Municipal.

Nova Matriz

O espaço recebeu novas pinturas, instalação de bancos com iconografias da Belle Époque, instalação de gradis, iluminação, jardinagem, calçadas com pedras de São Tomé e as bancas de comida típicas, revista e o posto policial.

No antigo aviaquário foram encontradas pedras jacarés e lióz da criação original, vindas diretamente de Portugal. O local será isolado e servirá como uma espécie de sítio arqueológico, onde a população poderá observar os achados da história. As obras estão bem avançadas e respeitaram todas as recomendações do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

No futuro, o espaço receberá nova intervenção, assim como o chafariz, que, por conta do encerramento das atividades do programa federal “Monumenta”, ainda será restaurado.

Paisagismo

No total, 62 novas árvores foram plantadas pelo projeto “Arboriza Manaus” – dessas, 32 da espécie oitizeiros -, em canteiros que formam o paisagismo da praça, a exemplo do passeio público em frente ao Terminal da Matriz. Ao todo, a praça possui 163 árvores, entre novas e já existentes.


Mônica Figueiredo
Equipe Viva Manaus

Comentários
Mostrar botões
Esconder botões
X