Prefeitura coloca o ‘Bloco da Limpeza’ na pista do samba

Foto: Divulgação/Semulsp

Além das tradicionais escolas de samba de Manaus, o Desfile Oficial no Sambódromo, que começa nesta sexta-feira, 9/2, vai contar com um bloco extra na avenida. A Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) coloca ‘na pista’ 120 garis trabalhando  durante os desfiles de Carnaval. O ‘bloco da limpeza’, como já é conhecido o grupo da Semulsp, entrará após a passagem de cada escola de samba, limpando o local para a entrada da próxima agremiação.

O propósito é limpar a pista, mas o grupo sempre aproveita para trabalhar com animação, passando a mensagem de cuidado com o lixo. “O clima de Carnaval contagia a todos. Apesar de estar trabalhando, o grupo sempre entra animado e recebe muito carinho das arquibancadas. Essa passagem já virou tradição e tem a chancela do prefeito Arthur Virgílio Neto. Além disso, é um momento que eles curtem e se sentem orgulhosos de trabalhar e participar da festa”, avaliou o secretário municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), Paulo Farias.

Assim como nos anos anteriores, a entrada do ‘bloco da Semulsp’ será puxada pelo grupo Garis da Alegria, que percorre a cidade cantando mensagens de cunho educativo e em prol da limpeza do meio ambiente. “Todo ano participamos como integrantes do bloco da limpeza. Nossa intenção é dar ainda mais alegria e diversão ao grupo que está limpando e ao público. Aproveitamos para passar a mensagem de cuidado com a nossa cidade”, ressalta Alan Nascimento, conhecido como o Gari Cantor, integrante do grupo.

A servidora Rose Gemaque participa há cerca de 8 anos da festa, entrando com o bloco e garante que dá para se divertir, mesmo trabalhando. “A gente sempre consegue aproveitar. A limpeza é um orgulho para nós e a festa é linda. Saímos satisfeitos”, diz. Rose já participou como gari da limpeza e atualmente é membro dos Garis da Alegria da Semulsp. “Fui da limpeza muitos anos e, hoje, falo, brinco e canto sobre a importância da limpeza para a cidade; sobre a coleta seletiva e a reciclagem. São dois trabalhos essenciais e me dá orgulho entrar na avenida representando essa causa”, finalizou.

Durante o evento

A limpeza da cidade para o Carnaval já começou há duas semanas, mas no dia da festa o trabalho será intensificado. Segundo o subsecretário operacional da Semulsp, José Rebouças, 120 trabalhadores serão mobilizados para os dois dias de desfiles das escolas de samba. “Já limpamos os locais de festas essa semana, mas nos dias de desfiles, vamos ter limpeza durante e depois da festa. A Prefeitura disponibilizará também dois carros coletores no interior do Sambódromo para atender à forte demanda de resíduos gerados pela festa”, revelou.

Para encerrar o Carnaval no Sambódromo, por volta das 6h de domingo, 11/2, aproximadamente 120 funcionários realizam um grande mutirão no entorno para deixar o local, que engloba Centro de Convenções (Sambódromo) e arredores, como a Morada do Samba e a Alameda do Samba (bairro Flores, zona Centro-Oeste), limpo já por volta do meio-dia. “A Prefeitura quer entregar a cidade limpa após a temporada de festas. A estrutura de limpeza envolve várias frentes de trabalho, inclusive com atenção aos locais que recebem bandas e blocos de rua. É uma recomendação do prefeito que a cidade esteja bonita e limpa para receber seus cidadãos”, explicou Paulo Farias.


Lilian D’Araújo
Semulsp

X