​Prefeitura leva milhares de torcedores ​às ruas

Foto: Marinho Ramos/Semcom Exibição jogo da Copa do Mundo 2018 em Manaus - Foto: Marinho Ramos/Semcom

​A e​streia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2018 na Rússia levou milhares de torcedores às ruas de Manaus. No Anfiteatro da Ponta Negra, ​z​ona Oeste, ​cerca de ​quatro mil pessoas passaram pelo local para assistir​ a disputa entre Brasil e Suíça no Mundial.

Com tanta expectativa, a torcida em Manaus foi destaque em rede nacional. O amarelo e azul coloriram o anfiteatro. Fantasiados e abraçados em bandeiras do Brasil, a torcida vibrou e sofreu com o empate em 1 a 1 em campo.

A torcida também acompanhou a partida intensamente nas Ruas da Copa, que transmitiram o jogo com apoio estrutural da Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

Na z​ona Sul, nem mesmo a chuva forte estragou a animação dos torcedores que escolheram a Rua 24 de Agosto, no Morro da Liberdade, para torcer pelo Brasil. Este ano, a força de vontade do comerciante e funcionário público Eduardo Lucas da Silva, um dos organizadores da festa, e também a união de todos os moradores da comunidade, fez com ​que ​as cores da ​C​opa do ​M​undo s​e estendessem pelos 252 metros da rua.

“Este ano,​ investimos cerca de R$ 100 mil na decoração da rua. A cada​ C​opa​,​ o desejo é fazer algo melhor e nos tornar a a rua mais bonita da ​C​opa no Brasil. A animação fica por conta dos moradores da comunidade e dos nossos visitantes, que são sempre vindos para vibrar conosco, rumo ao hexa”​, comentou Eduardo.

Além da ornamentação, a rua também ofereceu aos visitantes e turistas um festival de peixe, telão gigante de LED e shows variados com artistas locais. A bateria da Escola de Samba do bairro, a tradicional Reino Unido da Liberdade, também se apresenta, bem como diversos grupos de pagode e DJs nos dias de jogo.

Centro

O verde e amarelo pintados nos rostos dos moradores da Rua Santa Isabel, na fronteira entre Centro e Praça 14, e que em sua extensão contou com dois pontos de transmissão, alegrou a tarde do primeiro jogo do Brasil.

A neta de uma das moradoras mais antigas da rua, Simone Henriques, contou que seu pai, Tunico, foi um dos primeiros organizadores da decoração da rua.

“Meu pai tinha o costume de enfeitar a rua na Copa. Com o passar dos anos, os moradores começaram a se organizar para fazer algo maior e melhor, e esse tem sido o resultado. Fico feliz porque, de certa forma, é uma homenagem ao meu pai”, declarou.

Leonardo Malcher

Ainda no Centro, o segundo tempo com sol esquentou a torcida da Avenida Leonardo Malcher. Com a família reunida na rua decorada pelas bandeirolas nas cores da Copa, Vitória Fernandes, moradora do bairro ​há​ mais de 15 anos, vibrava a cada jogada da seleção.

“Coração vai a mil quando vemos a possibilidade de um gol, e torcer com a família e os amigos é mais emocionante ainda!”, afirmou.

Zona Leste

Na Zona Leste, um dos pontos de torcida foi na Rua 25, no bairro São José​ Operário II.​ “Toda vez que a Copa acontece, nós recebemos esse apoio de estrutura da Prefeitura, e toda vez a população se reúne com os vizinhos, com os amigos e com a família e faz essa torcida aqui”, contou Socorro Cavalcante, moradora há trinta anos no local.

Já no Coroado, a festa aconteceu na Rua Ouro Preto, em frente ao Centro de Desenvolvimento da Comunidade (CDC) do bairro, com as bandeirolas espalhadas em frente ao telão.

“O apoio da Prefeitura é muito importante, pois essa é a primeira vez que nossa rua recebe essa estrutura. Fizemos nosso projeto, falamos dos nossos trabalhos comunitários aqui no bairro e fomos contemplados. Por isso, convidamos toda Manaus pra prestigiar a Seleção Brasileira aqui no Coroado, na Rua Ouro Preto, junto com a gente”, convidou o presidente do CDC do Coroado, Ronildo Souza.

Centro-Oeste

Com 16 anos de tradição e três anos sendo reconhecida como uma das Ruas da Copa, a Rua 3 do bairro ​Alvorada decorou este ano aproximadamente 300 metros de sua extensão com bandeiras nas cores do Mundial, além de pinturas na própria rua.

Segundo um dos coordenadores da festa, Etenildo Gonçalves, o público presente na transmissão superou a expectativa de 10 mil pessoas “É de encher os olhos ver que o público, junto com os moradores do bairro, veio prestigiar nossa rua. Além do telão principal, os moradores abriram suas casas para que cada cantinho da rua tivesse um ponto para assistir ao jogo da nossa seleção! Estamos felizes demais e muito confiantes com a vitória”, afirmou.


Equipe Viva Manaus

Deixe uma resposta

X