Pianista Murilo Mazzotta se apresenta no Palácio Rio Negro

Foto: Divulgação/Murilo Mazzotta Pianista Murilo Mazzotta

No próximo dia 8 de setembro, o pianista paulista Murilo Mazzotta traz a Manaus o recital ‘Panorama Minimalista’, com entrada gratuita. A apresentação acontece a partir das 9h, no Salão Nobre do Centro Cultural Palácio Rio Negro.

Mazzotta iniciou sua trajetória aos 10 anos, em sua cidade natal, Franca, no interior de São Paulo. Estudou piano com Lúcia Garcetti e, mais tarde, decidido a se tornar pianista profissional, se mudou para São Paulo para estudar no Instituto de Artes da Universidade Júlio de Mesquita Filho (Unesp). Na universidade, onde se formou bacharel em piano, em 2009, foi aluno de professores como Atílio Mastrogiovanni e Cláudio Richerme. Também participou de masterclasses com pianistas como Gilberto Tinetti, Eduardo Monteiro, Fernando Corvisier e Flávio Augusto. Há mais de dez anos, vem desenvolvendo um trabalho pedagógico voltado ao ensino do piano, o que inclui a produção de um método próprio. Após pesquisas no campo da música e do ensino musical, aprofundou-se no movimento artístico minimalista. Atualmente, também se dedica à composição, produzindo obras cuja estética se aproxima de compositores como o japonês Ryuichi Sakamoto e o norte-americano Philip Glass.

No repertório do recital, há obras de um antecessor do movimento minimalista: o compositor francês Erik Satie, que foi revolucionário ao propor uma textura musical mais simples em obras como as Gymnopédies e as Gnossiennes, compostas no final do século XIX. Já Philip Glass, conhecido como um dos mais célebres compositores minimalistas, será representado por quatro composições. O autor criou a trilha sonora de vários filmes contemporâneos, como As HorasO Sonho de CassandraO Show de Truman e o brasileiro Nosso Lar. As demais obras apresentadas pertencem ao que alguns teóricos chamam de “pós-minimalismo”. A produção musical brasileira será contemplada por composições do próprio intérprete e uma obra de Antônio Pinto, compositor brasileiro que foi aluno e estagiário de Philip Glass nos Estados Unidos.

O minimalismo musical tem como principais características: a presença de muitas repetições, a ausência de uma linha melódica tradicional, motivos curtos, uma palheta harmônica simples e momentos de defasagens rítmicas. O estilo se insere no período contemporâneo, podendo ser entendido como uma referência às máquinas, com seus ruídos periódicos e constantes, que preenchem o nosso cotidiano com repetições. As produções em série e as rotinas diárias também são refletidas no campo do minimalismo musical.

O recital conta com o apoio do Governo do Amazonas, e foi contemplado pelo Centro Cultural Palácio Rio Negro no Edital de Credenciamento Público Nº 13/2017-SEC para o Programa de Ocupação dos Equipamentos Culturais da SEC “Espaço Aberto” 2018.

Repertório

Philip Glass
Abertura de Glassworks

Philip Glass
Estudo para Piano No. 2 (Volume 1)

Ludovico Einaudi
Underwood

Erik Satie
Gnossienne No. 1

Erik Satie
Gymnopédie No.1

Philip Glass
Estudo para Piano No. 9 (Volume 1)

Antônio Pinto e Jaques Morelenbaum
Central do Brasil

Yann Tiersen
Cantiga de um Outro Verão: a Tarde

Murilo Mazzotta
Fantasia Cósmica: Nebulosas

Murilo Mazzotta
Valsa-Choro

Murilo Mazzotta
Reminiscências de “Nesta Rua, Nesta Rua…”

Nils Frahm
Martelos

Philip Glass
Estudo para Piano No. 6 (Volume 1)

Serviço

O quê: Recital ‘Panorama Minimalista’, com Murilo Mazzotta (piano)
Quando: 08/09 (sábado), às 19h
Onde: Salão Nobre do Centro Cultural Palácio Rio Negro – Av. Sete de Setembro, 1546, Centro
Quanto: Gratuito
Classificação indicativa: Livre


Com informações de assessoria

Deixe uma resposta

X