Espetáculo Quarto Azul - Grupo Jurubebas de Teatro
Espetáculo Quarto Azul - Grupo Jurubebas de Teatro

Qual a forma de enxergar um relacionamento em tempos líquidos de emoções efêmeras? Como podemos nos identificar com o amor difundido pelo mercado e suas específicas facetas? Foi a partir destas e outras questões que o Grupo Jurubebas de Teatro criou o espetáculo “Quarto Azul”, trazendo questões simples e de respostas complexas a serem apresentadas nesta quinta-feira, 1/11, às 19h, no Teatro da Instalação, no Centro de Manaus, com entrada gratuita.

A peça bebe dos conceitos do sociólogo Zygmunt Bauman sobre as relações humanas para contar uma história universal sobre o início de uma relação amorosa, repleta de humor e memórias. Inspirada numa história real, o espetáculo apresenta recortes do cotidiano de forma humorada e poética, embalados pela trilha sonora composta por Yago Reis.

“No palco, a gente vê um pouco de nós, é uma identificação imediata, como uma música que nos faz lembrar daquilo que passou”, afirma o ator e cantor amazonense. Há dois anos em cartaz, “Quarto Azul” se mantém sempre atual, renovando o repertório dramatúrgico em cada nova apresentação. A obra se aproxima de seu público, fazendo dele coautor das cenas que se desenrolam entre o passado e o presente dos personagens.

Espécie de resposta bem-humorada, crítica e, ainda assim, romântica, o espetáculo é, segundo o diretor Felipe Maya Jatobá, um ato de amor no meio do caos. A modernidade líquida é o estado da sociedade onde a individualidade ultrapassa o desejo coletivo e a peça questiona a normatização do amor no meio social. “A sociedade líquida que Bauman esmiúça em seus livros é essa que mostra o quanto todas as coisas não são feitas para durar, inclusive o amor romântico”, explica Felipe.

Perguntado sobre o motivo do nome da peça, o diretor responde que para as pessoas não existe ambiente mais íntimo que seu próprio quarto e que a cor azul, assim como a ideia que se tem sobre o amor, esteve presente entre as pessoas mais nobres da antiguidade e a cada período vem se tornando uma cor simbólica e ainda a ser redescoberta. “Contamos a história de Sebastian e Luís, mas poderia ser a de Luzia e Antônio, Bruna e Gabriel, todas essas histórias têm em comum um cômodo, o quarto, é onde nossa história começa e termina”, afirma Felipe.

A proposta é trazer a plateia para dentro da intimidade do casal, que vive todas as situações comuns do início de um relacionamento, como o primeiro beijo, o primeiro encontro, a primeira discussão, a primeira relação sexual, entre outros, promovendo sua própria visão sobre o amor. A peça é de autoria de Kirk Thiago Pedroso e Felipe Maya Jatobá, que assina a direção e divide a cena com o ator Marcos Santtini.

Serviço

O quê: Espetáculo “Quarto Azul”
Quando: 1/11 (quinta), às 19h
Onde: Teatro da Instalação – Rua Frei José dos Inocentes, s/n, Centro
Quanto: Gratuito


Com informações de assessoria