Fetam divulga selecionados para Festival de Teatro da Amazônia

Foto: Divulgação/Clowntidiano foto-clowntidiano-2

A Federação de Teatro do Amazonas (Fetam) divulgou, na manhã da última segunda, 3/12, a lista de espetáculos selecionados para o 13º Festival de Teatro da Amazônia (FTA), que acontecerá de 13 a 17 de dezembro, em Manaus. O evento contará com duas mostras não-competitivas – “Jurupari” e “Teatralidades”, oficial e paralela, respectivamente – e terá acesso gratuito.

O FTA 2018 recebeu 41 inscrições de diversos estados – Paraná, São Paulo, Amazonas, Pará, Rio de Janeiro, Ceará, Mato Grosso – e do Distrito Federal. A curadoria, formada pelas atrizes Lucélia Santos (RJ), Juliana Galdino (SP) e Narda Teles (AM), selecionou 21 espetáculos.

Selecionados

Para a Mostra Oficial Jurupari foram selecionados 14 espetáculos. Na categoria infanto-juvenil: “Tropeço”, da Tato Criação Cênica (PR); “Pedra no Sapato”, de Felipe Abreu (CE); “A Planta da Cura”, de Andréa Maddy (AM); “Interditado”, do Grupo Baião de Dois (AM); “O Rapto das Cebolinhas”, da Cia Apareceu A Margarida (AM); “Bumboso – A história de um boizinho festeiro”, da Cia de Atores Escalafobéticos (AM); e “A Excêntrica família de clowns”, da Cia Língua de Trapo (AM).

Na categoria adulto, foram sete selecionados e um suplente. São eles: “Quem casa quer casa”, da Associação Art&Brasil (AM); “Recriando Mitos Tikuna”, da Cia Rã Qi Ri (AM); “O Lá – Sobreviver em Quadrados”, do NEM – Núcleo Experimental em Movimento (DF); “A Casa das Meninas Mortas”, da Cia Arte e Movimento Zona Cultural (AM); “Marília Gabriela não vai mais morrer sozinha”, do Coletivo UTC – 4 (AM); “O Mendigo e o cão morto”, de Ismael Farias (AM); “Deus lhe dê em dobro”, da Dragão 7 (SP); e para suplência, “Minha mãe se mata às 21h30”, de Paulo Queiroz (AM).

De acordo com Douglas Rodrigues, presidente da Fetam, “todos os participantes da mostra oficial receberão o Troféu Jurupari, uma espécie de menção honrosa pela resistência no teatro”.

Mostra paralela

Para a mostra “Teatralidades”, foram selecionados quatro espetáculos: “Contos: O casamento da filha do Mapinguari”, de Acácia Mie (AM); “Caminhão a galope”, da Panorando Produções (AM); “Clowntidiano”, da Cacompanhia de Artes Cênicas (AM); e “1960 – título interino”, de Fábio Moura (AM).

Como as vagas não foram preenchidas, a curadoria do 13° FTA sugeriu os seguintes espetáculos para compor a programação: “Menino TK”, do Grupo Jurubebas (AM); “O Vestido de Lixo”, de Arnaldo Barreto (AM); “Recolon”, da Artrupe Produções ( AM); além da suplência para “Abaporutação”, de Dimas Mendonça (AM).

“Na falta de inscritos para ‘Teatralidades’, a curadoria indicou alguns espetáculos originalmente inscritos na mostra principal para compor a programação, mas caberá aos artistas aceitarem ou não o convite”, comentou Tércio Silva, da Fetam.

Abertura

A Abertura do 13º FTA acontecerá no dia 13 de dezembro, às 20h, no Teatro Amazonas, com apresentação do espetáculo convidado “A ira de Narciso”, do Rio de Janeiro, com atuação de Gilberto Gawronski, finalista do Prêmio Shell 2018.


Com informações de assessoria

X