Museu da Cidade recebe jovens para mais uma edição de ‘Uma Tarde no Museu’

Foto: Paulo Mindicello /Fundo Manaus Solidária Fotos: Paulo Mindicello/ Manaus Solidária

O Fundo Manaus Solidária realizou nesta quinta-feira, 31/1, a quarta visitação ao Museu da Cidade de Manaus, no Paço da Liberdade. Foram beneficiados 15 jovens do Instituto Jovens do Futuro, uma organização não-governamental que oferece serviços de convivência e fortalecimento de vínculos familiares, ações de defesa e garantia de direitos e serviços de inclusão produtiva no bairro União da Vitória, em Manaus.

O projeto “Uma Tarde no Museu” tem como propósito possibilitar momentos de cultura, lazer, entretenimento e inclusão a crianças, jovens e idosos de bairros periféricos, em situação de vulnerabilidade ou atendidos por organizações da sociedade civil sem fins lucrativos.

A coordenadora do Serviço Social do Manaus Solidária, Virna Martiniano, enfatiza a importância de dar aos jovens em situação de vulnerabilidade social a oportunidade de terem acesso à cultura e a à história de Manaus. “Não podemos deixar de salientar, também, a questão da tecnologia no Museu. Quando falamos as palavras ‘jovens do futuro’, que é justamente o nome do Instituto, a gente logo pensa em tecnologia, e o Museu da Cidade, apesar de histórico, traz muito da coisa atual”, disse.

Já para a assistente social e projetista do Jovens do Futuro, Arlem Loureiro, o projeto só reforça o compromisso do Fundo Manaus Solidária de ter parcerias com outras instituições que vão além de editais de fomento. Arlem declara ainda que “é muito bom ver o Fundo oferecendo parcerias em ações como essa. É gratificante pra gente, e principalmente, pra esses jovens, poder participar disso aqui. Parece ser algo simples, mas é muito difícil pra eles, que moram em uma comunidade carente, se deslocarem e terem uma tarde com amigos, conhecer coisas novas e nossa cultura”, falou.

Quando questionado sobre os visitantes, o gestor do Museu da Cidade, Leonardo Novelino, ressaltou a importância de valorizar a juventude que vem de bairros periféricos. “O Museu é da cidade e a cidade será o que a juventude fizer dela, então é de extrema importância dar valor a isso. A iniciativa da primeira-dama Elisabeth Valeiko é louvável, pois está possibilitando oportunidades à juventude da nossa cidade”, acrescentou.

Aline Coimbra, 20, uma das inúmeras pessoas beneficiadas do Jovens do Futuro, reflete sobre as pessoas que têm fácil acesso ao Museu e não o aproveitam. “Eu nunca tinha vindo em um museu antes e é meio inacreditável pensar que as pessoas que tem maior acessibilidade e condição de vir ao museu e deixam de vir. Muita gente lá no bairro não tem como vir, como chegar até aqui e é triste pensar nessa realidade”, desabafou.

Quase no fim da visita, na pausa para o lanche, um outro beneficiado do Instituto, Bosco de Souza, 16, afirmou que se surpreendeu com o museu. “Quando pensava em museu, eu esperava um local velho e com muitas coisas antigas. E aí cheguei aqui e é super tecnológico, estou admirado!”, exclamou.

O Museu da Cidade de Manaus está localizado no Paço da Liberdade, na rua Gabriel Salgado, no Centro Histórico de Manaus, em frente à Praça Dom Pedro II. A visitação é aberta de terça-feira a domingo, inclusive feriados, das 9h às 17h (com última entrada às 16h20), com acesso gratuito.


Com informações de assessoria (via Fundo Manaus Solidária)

X