O Centro Acadêmico de Teatro, na gestão É Teatro, traz a segunda edição da Semana de Teatro da UEA, evento que proporciona a troca de experiências, formação e intercâmbio entre diversos artistas da cidade de Manaus e a academia. A segunda edição ocorrerá do dia 27 a 29 de Março, sempre às 18:00, na Escola Superior de Artes e Turismo. O foco do evento será uma análise qualitativa e quantitativa das produções teatrais realizadas por alunos e ex-alunos do curso de Teatro.

A Mesa Redonda “Produção Teatral: Eixos Criativos e Perspectivas de Trabalho em Tempos de Crise”, trará como mediadores os artistas e ex alunos da UEA, Ítalo Rui e Taciano Soares. Irão compor a mesa Emille Nóbrega, da Espatódea Trupe, Fábio Moura, da Panorando Produções, Jean Palladino, da Cacompanhia de Artes Cênicas, Tércio Silva, da Federação de Teatro do Amazonas, e Felipe Maya Jatobá, do Grupo Jurubebas de Teatro e atual presidente do Centro Acadêmico de Teatro. Apontando intervenções diretas de artistas e acadêmicos na cidade de Manaus, o tema da mesa abrange uma série de discussões que giram em torno do fazer teatral para um público cada vez mais difícil de alcançar.

“A proposta da Semana de Teatro da UEA é apresentar um panorama das produções teatrais fora da academia, de modo que possamos traçar planos e metas de ações concretas para formação de novos públicos, além de compartilhar nossas vivências com a comunidade próxima da unidade Escola Superior de Artes e Turismo”, afirma Jatobá, idealizador do evento.

A programação conta ainda com a re-performance “Bombril”, da atriz Daniely Lima. Inspirada na performance original de Priscila Rezende, “Bombril” faz parte de uma extensa lista de apelidos pejorativos, utilizados na sociedade para se referir a uma característica do indivíduo negro, o cabelo. A re-performance busca problematizar questões ligadas ao racismo institucionalizado, bem como o preconceito enraizado na sociedade.

Outra atividade que faz parte da programação é o Seminário de Teatro do Amazonas, que terá como tema “Teatro e Política”. Mediado pelo Mestre em História e Professor da UEA Jorge Bandeira, trará para dentro do debate as ações realizadas por artistas contra a censura e a favor da liberdade artística. Será um encontro de gerações do teatro Amazonense proporcionado pela nova geração do teatro local.

“A importância do evento se dá pela emergência em tratarmos da nossa história e pela preocupação com o futuro das artes cênicas no Brasil. O Amazonas tem como símbolo maior um teatro, cabe a nós lutarmos para que não seja apenas no sentido semiótico do termo, mas também para que seja de relevante interesse social na construção de novos saberes”, encerra Felipe.

O quê: Semana de Teatro da UEA

Onde: Escola Superior de Artes e Turismo (Avenida Leonardo Malcher, n° 1728

– Praça 14 de Janeiro)

Quando: 27 a 29 de Março

Horário: Sempre às 18;00

Quanto: Gratuito


Com informações da Assessoria