18.05.19 - Museu da Cidade de Manaus - Dia Nacional do Museu. Foto Nathalie Brasil Semcom
18.05.19 - Museu da Cidade de Manaus - Dia Nacional do Museu. Foto Nathalie Brasil Semcom

Para quem embarca ou desembarca no Porto de Manaus, a dica é aproveitar o restante do dia para conferir coisas que só o Centro da cidade tem para oferecer:

Fome

Mercado Municipal Adolpho Lisboa é tema da Série ‘Mercados’ da TV Brasil
Foto: Divulgação/Subsemch

Funcionando diariamente, de 8h às 17h, o Mercado Municipal Adolpho Lisboa tem vários tipos de “merenda” – no típico “caboquês” – para matar a fome: x-caboquinho, tapiocas variadas, sucos diversos de frutas regionais, como taperebá e cupuaçu, café com leite e mingau de banana. Se optar por um combo básico – tapioca e café –, é possível sair alimentado com até R$ 6 nas duas praças de alimentação.

Além disso, as lanchonetes oferecem a “sopa cura-ressaca”, pratos executivos que variam de R$ 10 a R$ 12, e pratos com peixe frito – jaraqui, pacu, sardinha, tambaqui são os mais comuns – acompanhados de baião, farofa e vinagrete por uma média de R$ 12 a R$ 15.

Na parte superior, funciona ainda a Taberna do Chef Procópio, com pratos mais elaborados, como linguiça de pirarucu com jambu e tucupi e camarão no coco, de segunda a sábado, das 11h às 15h30. Aos domingos, o local fica fechado.

Quem passar pelo Mercado Municipal Adolpho Lisboa consegue adquirir ainda lembranças e adereços regionais nas cores vermelha e azul para não deixar ninguém sem presentinhos da ilha!

Artesanato no Mercado Adolpho Lisboa - Foto_ Ingrid Anne_Manauscult
Foto: Ingrid Anne/Manauscult

Animação

Foto: Arquivo/Manauscult

Declarados como Patrimônio Cultural Imaterial do Amazonas, os tradicionais bares do Armando – na Rua 10 de julho, Largo de São Sebastião – e Caldeira – Rua José Clemente, 237 – abrem todos os dias, de segunda a segunda, e têm público cativo entre os boêmios, personalidades públicas, intelectuais e turistas.

Para quem não quer perder o ritmo da comemoração – ou chorar a derrota, rs -, as cervejas, de marcas variadas, custam entre R$ 8 e R$ 12. A música ao vivo, de samba de raiz e pagode a música popular brasileira e amazonense, é a responsável pelo tom descontraído dos locais.

O Bar do Armando abre todos os dias, a partir das 10h (no domingo, exclusivamente, a partir das 17h30) e segue até o último cliente, conforme o movimento. Já o Bar Caldeira abre de segunda a segunda, a partir das 11h, com música ao vivo de quarta a sábado, às 19h. Domingo tem chorinho às 11h e, a partir das 17h, a banda Velha Guarda Caldeirense e as Divas do Caldeira.

Cultura

Uma pegada mais cultural também é uma boa dica para quiser se estender pelo Centro de Manaus.

24.10.18 Primeiro dia do Museu da cidade de Manaus.Foto_Alex Pazuello_Semcom
Foto: Alex Pazuello/Semcom

Inaugurado há oito meses, o Museu da Cidade de Manaus funciona de terça a domingo, de 9h às 17h (com última entrada às 16h20) e de 9h às 14h nos feriados. O local funciona no prédio do Paço da Liberdade, na Rua Gabriel Salgado, s/n, em frente à Praça Dom Pedro II, bem próximo ao Porto da cidade. O Paço já foi sede do Governo e da Prefeitura local, e conta com a exposição permanente “A Cidade de Manaus: História, Gente e Cultura”, sobre a origem da cidade a partir de sua miscigenação e cultura, de forma interativa e tecnológica. A entrada é gratuita.

Foto: Ingrid Anne/Manauscult

No Largo de São Sebastião, é possível visitar o Teatro Amazonas, de terça a sábado, de 9h às 17h, e aos domingos e segundas, das 9h às 14h. A cada 45 minutos, há visitas guiadas nos idiomas português, inglês e espanhol. A visita custa R$ 10, com entrada gratuita para amazonenses. Inaugurado em 1896, no governo de Eduardo Ribeiro, o Teatro Amazonas é fruto do período em que Manaus viveu o apogeu econômico representado pelo ciclo da borracha.

Cine Café Casarão de Ideias Manaus
Foto: Divulgação/Casarão de Ideias

Se a ideia for um cinema fora do circuito comercial, a dica é o Casarão de Ideias, que semanalmente traz três opções de filmes, de quinta à domingo com sessões a partir das 16h30. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). O local abriga ainda uma biblioteca voltada à literatura clássica e às artes em geral, além de um café. Funciona de segunda a sábado, de 9h às 21h.


Steffanie Schmidt
Equipe Viva Manaus