Primeira noite do 63º Festival Folclórico do Amazonas, na Ponta Negra - 09/08/2019 - Foto: Leonardo Leão/Manauscult
Primeira noite do 63º Festival Folclórico do Amazonas, na Ponta Negra - 09/08/2019 - Foto: Leonardo Leão/Manauscult

Na noite desta sexta-feira, 9/8, foi dada a largada oficial do 63° Festival Folclórico do Amazonas. No tablado montado no Anfiteatro da Ponta Negra, na zona Oeste, quatro dos 18 grupos da Categoria Bronze iniciaram a acirrada disputa que conduzirá os três primeiros colocados à Categoria Prata. O festival promovido pela Prefeitura de Manaus segue até o dia 20 de agosto, quando, até então, terão se apresentado 66 grupos folclóricos nas duas categorias, em 12 modalidades.

Pelos próximos 11 dias, o tablado do Anfiteatro será o palco principal desse que é um dos mais antigos e tradicionais festivais de Manaus, por onde passarão, diariamente, a partir das 19h, quadrilhas, cirandas, danças nordestinas, nacionais e internacionais, entre outras.

Para o diretor de Cultura da Fundação Municipal de Cultura, Márcio Braz, a realização do evento na Ponta Negra, um dos principais cartões-postais da cidade, devolveu ao festival a grandiosidade do espetáculo a céu aberto, que conta com a participação e interação direta do público.

“Todo esse diverso universo do folclore brasileiro está enraizado em Manaus, está dentro da identidade da cidade, nas danças, na história, nas comidas típicas. O segundo registro da dança de boi no Brasil foi feito em Manaus; o cacetinho é uma dança que somente pode ser encontrada aqui. Então, esse contexto rico e plural é o que a população vai encontrar aqui”, afirmou.

No primeiro dia do festival, passaram pelo tablado os grupos Tribo Jurupixunas (Cacetinho), Vingadores de Virgulino (Dança Nordestina), Independente da Compensa (Ciranda) e Bichas Loucas (Quadrilha Cômica).

“Danço desde 2014, mas este ano consegui me apresentar de forma oficial. Essa é uma tradição que vem das minhas tias, que sempre dançaram. Não sabia que dava esse nervoso, a gente pensa que esquece tudo o que ensaiou e que não foi pouco! É muito emocionante porque quem faz isso faz por paixão mesmo, não tem explicação”, afirmou a dançarina da Ciranda Independente da Compensa, Aline Tavares. Ao todo, o grupo levou 25 pares coloridos e animados ao tablado na primeira noite de festival.

O servidor público José Edinardo e a universitária Thayna Almeida foram pela primeira vez ao Festival Folclórico. “Pretendemos prestigiar mais vez e indicar para os amigos. Super legal e tranqüilo o evento! Estou aqui desde o início, já vi todos os grupos e experimentei um prato com pirarucu”, afirmou Edinardo.

Morador de São Paulo, o turista Fausto Ostrwky afirmou que achou uma novidade muito boa encontrar o festival na Ponta Negra. “Me indicaram conhecer Manaus e disseram que seria uma experiência diferente e realmente está sendo. Já conheci o Encontro das Águas, uma tribo indígena e agora o Festival. Estou tendo uma interação única com a cultura local”, disse.

Após o término da categoria Bronze, será a vez dos grupos da Categoria Prata assumirem o tablado, a partir do dia 13/8. Ao todo, 66 grupos de danças, representados por suas respectivas ligas ou associações contemplados por meio de edital, participarão desta edição do festival, sendo 48 da Categoria Prata e 18 da Bronze. Também contemplados pelo edital lançado pela Prefeitura de Manaus, os bois-bumbás Galante, Garanhão e Corre Campo, integrarão a programação da Categoria Ouro.

Os horários e a programação completa podem ser consultados aqui no site.

63° Festival Folclórico do Amazonas - 09/08/2019

Feira gastronômica

Selecionada por meio do edital nº 005/2019, da Prefeitura de Manaus, a Rota dos Chefs gerencia as 30 barracas que compõem a feira gastronômica do festival, operando com a venda de comidas e bebidas.

As barracas estão localizadas próximas à arquibancada do anfiteatro e funcionam durante todo o evento, iniciando a venda de produtos às 17h, com preços a partir de R$ 5. No cardápio do festival, estão comidas regionais e típicas dos festejos, como bobó de camarão, carne de sol, tacacá, farofa de camarão, milho cozido, pamonha, cachorro quente, batata frita, sanduíches, pizza, entre outros pratos.


Equipe Viva Manaus