Sidney Magal comanda show dançante no 2º dia do Passo a Paço

Sidney Magal - Festival Passo a Paço 2019 - Foto: Zeca Barcelos/Manauscult
Sidney Magal - Festival Passo a Paço 2019 - Foto: Zeca Barcelos/Manauscult

Com direito a muitas cores, ritmo e uma apresentação contagiante com dançarinos no palco, o cantor Sidney Magal foi a primeira atração nacional da segunda noite do Festival Passo a Paço 2019, nesta sexta-feira, 6/9, no Centro Histórico de Manaus. Em sua sexta edição, o festival faz parte das comemorações da Prefeitura de Manaus para os 350 anos da cidade.

Sidney Magal começou sua apresentação com a música “Tenho”, e, em seguida, cantou uma releitura de “Porque homem não chora”, sucesso da “sofrência” de Pablo, animando o público presente.

“É uma alegria voltar a Manaus e ser convidado pela Prefeitura a participar dessa festa. É com grande satisfação que me apresento pela primeira vez no Passo a Paço e fico feliz em dividir o palco com artistas incríveis. Saber que tudo isso é gratuito para a população é melhor ainda”, afirmou Magal.

Sidney fez ainda homenagens a nomes como Erasmo Carlos e Tim Maia, com as músicas “Vem quente que eu estou fervendo”, “Primavera” e “Você”.

“Eu adoro o Sidney; ele possui um ritmo muito contagiante e assisti-lo agora, tendo o acompanhado desde a juventude, é ótimo. Nós viemos ontem para assistir a Roberta, e viemos hoje de novo para vê-lo”, afirmou a professora Ana Lúcia Castro, 52, que foi ao festival acompanhada da filha e marido. “O evento está incrível e nós vamos vir sempre”, completou.

No ritmo da lambada

Foto: Zeca Barcelos/Manauscult

Antes do show de Sidney Magal, a abertura da programação no Palco da Banana ficou por conta da banda Mady e Seus Namorados. Com uma influência forte da lambada, o grupo apresentou os sucessos dos EPs “Canções e Litrões”, “Seu Passaporte do Amor” e “Meu Sonho de Infância Era Ter Uma Banda de Lambada”.

“Essa foi a primeira vez nos apresentando no Passo a Paço e não sei nem descrever a emoção que foi este momento. Que seja o primeiro de muitos que virão”, comentou o vocalista e guitarrista Mady.

Já nos intervalos, a música fica por conta das setlists do DJ Bsrapha, que se apresentou no palco como sua “persona” drag queen, reunindo muitos hits pop contemporâneos e músicas disco dos anos 80.


Com informações de Fabrinne Guimarães
Equipe Viva Manaus