Baco Exu do Blues no Festival Passo a Paço - Foto: Zeca Barcellos/Manauscult

Encerrando as apresentações no Palco da Banana no terceiro dia do Festival Passo a Paço 2019, neste sábado, 7/9, Baco Exu do Blues apresentou o repertório de “Bluesman”, seu último disco, que lhe rendeu o topo de listas de melhores álbuns de 2018 e prêmios até em Cannes.

Iniciando sua apresentação com a música de mesmo nome, o cantor foi aclamado pelo público com suas canções sobre amor, sexo, poder, religião e sociedade. “Sempre o tive o sonho de viver de palco e de inspirar outras pessoas, e estou muito feliz em estar aqui”, declarou Baco durante o show. Desde a abertura, o cantor levou o público ao delírio ao exibir uma sucessão de imagens de diversos “bluesmen e blueswomen” no telão: personalidades importantes para a cultura negra, como Sabotage, Marielle Franco, Linn da Quebrada, Elza Soares e Nelson Mandela.

Baco também convidou para o palco o rapper amazonense Victor Xamã, que iniciou sua apresentação com a música “Hey, Joe”. “Valorizem seus artistas locais”, ressaltou o cantor, ao anunciar o convidado.

O público se sentiu representado pelo show. “Acho o artista ótimo e sou fã dele por falar em questões raciais”, comentou a servidora pública Hingrid Oliveira, 27.

Repertório eclético

Oblivion se apresenta no Palco da Banana, no Festival Passo a Paço 2019 – Foto: Zeca Barcellos/Manauscult

Antes do show de Baco, na terceira apresentação do Palco da Banana, a banda Oblivion levou ao público uma mistura de rock e pop nacional internacional. Com seu repertório eclético, os artistas fizeram tributos a artistas conhecidos, como Legião Urbana, Charlie Brown Jr, CPM 22, Slipknot, Rihanna e Lady Gaga.

“Só temos uma palavra a dizer por este momento e este convite para participar deste evento: gratidão. É a nossa primeira vez nos apresentando e realmente foi incrível”, declarou o guitarrista Fábio Costa.

“Vim ao Festival pela primeira vez e gostei bastante da banda, pois eles possuem um estilo eclético, muito legal” disse a hoteleira Chy Reis, 27. “Estou achando tudo bem movimentado e seguro, adorei”, completou.


Com informações de Fabrinne Guimarães
Equipe Viva Manaus