Espetáculo “Ainda bem que não tivemos filhos”, do Grupo Garagem - Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira, 13/9, o Grupo Garagem inicia a temporada de seu espetáculo teatral “Ainda bem que não tivemos filhos”. A encenação ocorrerá às 19h, no Centro Cultural Usina Chaminé, localizando na Avenida Lourenço da Silva Braga, no Centro de Manaus, com ingresso no valor de R$ 10 (meia entrada para estudantes, idosos, doadores de sangue e artistas).

Com direção e iluminação de Lu Maya e atuação e dramaturgia de Pricilla Conserva, a peça é um encontro sobre os desencontros, amores e desamores. A dramaturgia foi inspirada nas vivências da dramaturga, porém, para a também intérprete, a obra não se trata de sua vida.

“O texto traz memórias de relacionamentos amorosos pelos quais eu passei, mas a encenação não fala disso. Fala de como as pessoas se identificam com essas relações, que podem ser passageiras ou duradouras e como lidamos com as marcas que elas deixam em nós”, afirma a atriz.

No processo de criação, a diretora Lu Maya comenta que realizar o espetáculo foi uma forma de falar sobre os desamores que ela também viveu. “A obra ocorreu de forma orgânica, pois eu passei por vários desamores na minha vida, então falar sobre isso foi uma porta para eu expor minhas vivências através das propostas que eu trouxe pra Pricilla (atriz e dramaturga). Inicialmente foi um desafio, mas, após releituras e estudos, foi um prazer ver toda a cena se desenhando”, finalizou.

A obra é formada ainda por Frank Kitzinger, nos elementos visuais da cena, Elson Arcos na sonoplastia, Andreza Afro Amazônica como assistente de produção, e ocorrerá todas as sextas-feiras de setembro.

Serviço

O quê: Espetáculo teatral ‘Ainda bem que não tivemos filhos’
Quando: 13, 20 e 27/9 (sextas), às 19h
Onde: Centro Cultural Usina Chaminé – Av. Lourenço da Silva Braga, s/n, Centro
Quanto: R$ 10 (meia)


Com informações de assessoria