Encontro de Literatura Fantástica (ELFA) - Foto: Divulgação/Coletivo Visagem

Após uma primeira edição bem recebida pelo público em novembro de 2019, o Coletivo Visagem de Escritores de Fantasia e Ficção Científica prepara o “II Encontro de Literatura Fantástica do Amazonas – ELFA: Quadrinho tupiniquim, quem é você?”, no próximo dia 25/1 (sábado), às 15h, na Biblioteca Pública do Amazonas.

Mediado pelo artista e escritor Luiz Andrade, o II ELFA conta com a participação da roteirista e ilustradora Carol Peace, que, como Andrade, também integra o Coletivo Visagem; da quadrinista Sarah Vox, membro do Má Tinta, grupo local de mulheres que desenvolvem histórias em quadrinhos; e de Thiago Henrik, editor do site Mapingua Nerd.

Segundo os membros do Coletivo Visagem, a ideia do ELFA é realizar uma discussão entre leitores, ilustradores, roteiristas e demais interessados tanto em quadrinhos quanto em literatura fantástica sobre o que nossa produção representa, sua significância num cenário global e sobre o tipo de material que produzimos, em um ambiente que permite aos participantes conhecerem e prestigiarem artistas locais.

Realizado em parceria com a Biblioteca Pública do Amazonas, o II ELFA oferece ainda uma exposição sobre a história do quadrinho nacional, desde seus princípios até as produções mais recentes, além de sorteios de prêmios exclusivos disponibilizados pelo Coletivo Visagem.

O encontro acontece na própria Biblioteca, na rua Barroso, 57, Centro, das 15h às 17h30.

Dia do Quadrinho Nacional

Em 1984, a Associação dos Quadrinistas e Caricaturistas de São Paulo realizou uma pesquisa na Biblioteca Nacional (Rio de Janeiro/RJ) e verificou que o Brasil era pioneiro na publicação dessa linguagem.

Foi descoberto que Ângelo Agostini, um italiano radicado no Brasil, chegou a publicar o que se considera o primeiro quadrinho brasileiro: “As aventuras de Nhô-Quim ou Impressões de uma Viagem à Corte”. Depois da descoberta, a AQC-SP levou toda a documentação das pesquisas aos órgãos responsáveis para conseguir que o dia 30 de janeiro entrasse no calendário oficial do Brasil como o Dia do Quadrinho Nacional.

Coletivo Visagem

A proposta do Visagem compreende a articulação de ações e iniciativas de alguns dos escritores de fantasia e ficção científica de Manaus, com o objetivo de potencializar o alcance das mesmas por meio dos Encontros de Literatura Fantástica (ELFA), que em sua primeira edição reuniu um grande número de escritores e leitores locais.

Atualmente, o coletivo conta com escritores das mais diversas vertentes do gênero, incluindo Jan Santos (autor de “O dia em que enterrei Miguel Arcanjo e outros contos de fadas”), Tammy Rosas (produtora cultural), Carol Peace (“A Ponte”), Dante Saboia (“2084: Mundos cyberpunks”), Luiz Andrade (“Trovão”), Rafael Rodrigues (“Cat Spirit), Jefter Haad (“Daemonun Sigillum”), Alessandra Karla Leite (“O leão e a libélula”), Leila Plácido (“Quase o fim”) e Lucas Barbosa (“Amaimon”).

Com informações de assessoria