Encontro de Hip Hop no Norte - Foto: Divulgação

Após a realização do Encontro de Hip Hop no Norte (EH2N), projeto contemplado no Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2018, da Prefeitura de Manaus, a Rede Panorando Produções Artísticas promoverá nesta sexta-feira, 13, e sábado, 14/3, atividades gratuitas e uma roda de conversa sobre a produção do EH2N, que se estabeleceu como um importante evento sobre a cultura hip hop em Manaus.

Na sexta, 13/3, das 14h às 16h, acontece a roda de conversa “A realização do EH2N – Encontro de Hip Hop no Norte: Para onde seguir?” e o lançamento da revista sobre a pós-produção do encontro, além de uma exposição fotográfica do evento, disponível das 13h às 17h, na Escola Superior de Artes e Turismo (ESAT/UEA), Sala Xamego, 3° andar, localizada avenida Leonardo Malcher, 1.728, Centro, Zona Sul.

Já no sábado, 14/3, a programação encerra com duas oficinas de danças urbanas, no período da manhã, das 9h às 11h, e à tarde, das 14h às 16h, ambas na Comunidade Rural Parque das Tribos, localizada na rua Rio Purús, 702, bairro Tarumã, zona Oeste. A atividade é gratuita.

Segundo o idealizador e diretor-geral do encontro, Fábio de Moura, a participação de adultos, jovens e crianças praticando e aprendendo com as atividades incentiva o grupo a prosseguir com novas ações. “O evento superou as expectativas da organização, e o retorno positivo do público presente faz com que já se comece a planejar a segunda edição”, ressaltou.

Encontro

O Encontro de Hip Hop no Norte (EH2N), realizado pela Rede Panorando Produções Artísticas e contemplado no Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2018, da Prefeitura de Manaus, promoveu nos dias 29/2 e 1/3 uma série de atividades gratuitas ligadas à cultura do hip hop, no Centro Cultural Povos da Amazônia.

Além da realização de nove workshops de danças urbanas, oficinas de grafite e lambe-lambe e duas rodas de conversas, o evento contou com convidados nacionais e locais, como as cantoras Lary Go & Strela e o rapper amazonense Ian Lecter.

O EH2N reuniu mais de 800 pessoas em suas atividades, sendo 400 participantes das aulas de Dança.

Grasi Cativo (com informações de assessoria)
Equipe Viva Manaus