Sindicato dos Artistas Carentes - Foto: Vivian Oliveira

Nesta sexta-feira, 31/7, às 21h, a dupla de artistas do Sindicato dos Artistas Carentes, em uma iniciativa solidária, realiza uma apresentação musical em prol da reabertura das atividades da Casa Criativa Vila Vagalume 80, localizada na Avenida Fernão Dias Paes Leme, 80, D. Pedro I. O evento acontecerá em forma de transmissão ao vivo, no Instagram @sindicatodosartistascarentes.

Ativos desde 2016, o Sindicato dos Artistas Carentes é formado por Magaiver Santos e André de Moraes. O projeto surgiu de uma reunião de muitos artistas que se encontravam no Centro da cidade para prestigiarem Magaiver ao violão, que incentivava a platéia para participar, seja cantando ou tocando. André de Moraes era presença frequente nessas noites, sempre acompanhado do seu djembê e instrumentos percussivos.

Amigos de longa data, resolveram tocar o projeto com o nome de Sindicato dos Artistas Carentes e passaram a se apresentar em espaços culturais, feiras e eventos, tornando-os ainda mais conhecidos no meio artístico manauara.

Em 2019, o projeto lançou seu primeiro álbum, que está disponível em todas as plataformas digitais. A faixa “Medieval Digital”, uma ressignificação da música “Um Hiato”, conta com a participação da cantora e compositora Vívian Gramophone.

A apresentação solidária partiu dos próprios artistas que, além de amigos dos residentes da Casa Criativa Vila Vagalume 80, também já fizeram inúmeras parcerias nos eventos do espaço e participação em shows uns dos outros.

Com a quarentena, o espaço deixou de funcionar, enfrentando problemas financeiros, pois eram as atividades que sustentavam a casa. “Graças a Deus e às pessoas que nutrem um carinho grande pela casa e pelos artistas residentes, não tem faltado o básico, como alimento, gás de cozinha e algum dinheiro para pagar a conta da internet, que é a forma como a gente vem trabalhando hoje”, relata a produtora cultural da Vila, Vívian Gramophone.

“A iniciativa dos meninos veio em uma ótima hora porque vai chamar atenção das pessoas para os problemas que estamos enfrentando durante esses meses de quarentena. Algumas partes da estrutura da casa foram se deteriorando e há a necessidade de reparos, além de se adequar para esse novo normal”, acrescenta.

Como forma de captar recursos para atravessar essa quarentena com o mínimo de dignidade, os artistas criaram uma campanha de financiamento coletivo em suas redes sociais, que consiste na contribuição de um determinado valor em troca de um voucher de consumação.

Ao contribuir com R$ 30, R$ 50 ou R$ 100, o valor será convertido em um voucher de consumação que poderá ser usado quando a casa abrir. Na contribuição de R$ 500, a pessoa ganha o direito a ter uma festa privada com 20 amigos, com direito a 30 litros de chopp e 4 itens do cardápio vegano do restaurante. Vivian explica que a iniciativa vem funcionando e tem ajudado a minimizar os prejuízos causados nesse momento tão delicado.

As contribuições devem ser feitas através de transferência bancária para qualquer uma das seguintes contas bancárias:

Titular: Vivian Oliveira da Silva (CPF: 494010922-49)
Nubank (260) – Agência: 0001; Conta: 2069059-1
Caixa (104) – Agência: 1548; Operação: 013; Conta: 00037780-0
Bradesco (237) – Agência: 0320-4; Conta: 0424588-1

A Casa Criativa Vila Vagalume 80 existe desde 2016, mas já passou por várias gestões. Desde 2019, o espaço é gerido por Vivian Gramophone e Mauro Lima, na companhia de mais sete residentes. Movida por esses artistas, a casa possui uma energia potente de criatividade. Ponto sociocultural importante para a transformação da comunidade da zona Centro-Oeste, a casa oferece serviços de gastronomia vegana, artes visuais, música e produção musical, rodas de conversas, formação, exposições, plantio, jardinagem, saúde e bem estar.

Com a quarentena, todas as atividades da casa são transmitidas pelo Instagram @vilavagalume80.

Serviço

O quê: Show solidário do Sindicato dos Artistas Carentes em prol da Vila Vagalume 80
Quando: 31/7 (sexta), às 21h
Onde: Instagram do Sindicato dos Artistas Carentes (@sindicatodosartistascarentes)
Quanto: Contribuição Solidária

Com informações de assessoria