Praia da Ponta Negra interditada em reforço a medidas de prevenção à Covid-19. - Foto: Ingrid Anne/Semcom

Com a interdição do complexo turístico da Ponta Negra, na zona Oeste, ainda em vigor, a Prefeitura de Manaus reforça os pontos de isolamento de acesso ao balneário no fim de ano com a proximidade do Natal e Ano Novo, além de ressaltar que as comemorações tradicionais, como a festa do Réveillon, está cancelada em 2020, por conta da pandemia do novo coronavírus.

“Estamos buscando coibir de todas as maneiras a proliferação da Covid-19, então, por orientação do prefeito Arthur Virgílio Neto, a Ponta Negra segue interditada. A população precisa estar ciente de que não pode se dirigir até lá para se divertir e acabar causando uma aglomeração perigosa, para a propagação do novo coronavírus”, explica o diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), Cláudio Guenka.

As linhas de ônibus que integram a rota do complexo turístico não terão acréscimo de frota nos fins de semana, em reforço ao Decreto nº 4.942, publicado no Diário Oficial do Município (DOM), de 17/11, que prorrogou a interdição no parque até o dia 31 de dezembro.

A interdição busca evitar aglomerações na praia, especialmente. O complexo turístico Ponta Negra foi interditado pela primeira vez em março deste ano, quando os primeiros casos da Covid-19 foram confirmados em Manaus, e reaberto em julho, quando houve uma baixa nos números de casos da doença. Em setembro, com nova alta, o espaço voltou a ser interditado.

Os oito pontos de acesso à praia da Ponta Negra estão isolados e guardas municipais seguirão atuando no local orientando os frequentadores.

Antes da pandemia, havia uma programação para um megaevento na Ponta Negra, mas o prefeito e equipe optaram pela não realização de comemorações que possam gerar aglomeração de pessoas e aumentar os números de casos e mortes pela Covid-19.

O Réveillon já entrou para o calendário de eventos turísticos e, ao longo dos anos, vem atraindo cada vez mais participantes. A estimativa era de 300 mil pessoas, nos quatro pontos onde é realizado a festa, o principal deles no complexo turístico Ponta Negra. Uma programação simbólica deve ser anunciada pela Prefeitura de Manaus.

Transporte

Conforme o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), linhas de ônibus com destino ao complexo turístico Ponta Negra irão permanecer sem acréscimo de frota nos finais de semana, para evitar a ida de pessoas ao balneário. No entanto, as linhas continuam operando normalmente no local, para manter o atendimento aos que residem e trabalham nas imediações.

Além disso, as linhas de ônibus serão mantidas aos finais de semana, obedecendo frota operacional determinada pelo IMMU. São elas: 120 – Ponta Negra / T1 / Centro; 450 – Ponta Negra / T3 / Redenção; 678 – Ponta Negra / V-8 / T5-T4; e 641 – Ponta Negra / Aeroporto / T4-T3. Em relação às linhas de acesso aos balneários do Tarumã, como a 126 – Sipam / avenida Brasil / T1 / Centro (8 ônibus) e 003 – Ponta Negra / Marinas (1 ônibus), estas não serão interrompidas.

Enfrentamento ao novo coronavírus

Além da interdição da praia da Ponta Negra, a Prefeitura de Manaus mantém as estratégias em várias frentes de atuação para conter o avanço da Covid-19. Desde o início de novembro, conforme determinou o prefeito Arthur Neto, foram reforçadas ações planejadas e coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que abrangem seis eixos: prevenção; assistência (diagnóstico, manejo clínico e reabilitação); suprimentos e apoio ao atendimento; monitoramento de casos e contatos de Covid-19 (telemonitoramento); e ampliação da rede assistencial (contratação de profissionais e inauguração de três Clínicas da Família).

Um total de 18 Unidades de Saúde Básica (UBSs) preferenciais passou a funcionar também nos fins de semana e feriados, no horário de 8h às 18h, aumentando em 75 mil atendimentos o número de beneficiados. Para mais informações sobre unidades e horários de funcionamento, acesse o site da Semsa.

Com informações de assessoria (via Implurb)