Tércio Macambira - Foto: Divulgação

Com o objetivo de divulgar e difundir a cultura e ritmos da Amazônia, o músico percussionista Tércio Macambira promove nesta terça, 29/12, às 16h, a oficina online “Ritmos amazônicos”, que abordará ritmos como o gambá, marabaixo, batuque do curiaú, carimbó e marambiré. A atividade é gratuita e também conta com a participação dos bateristas Yuri Lima e China Alter do Chão. O projeto conta com o apoio da Prefeitura de Manaus, por meio do Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais – Lei Aldir Blanc.

As inscrições podem ser feitas aqui e são abertas a quem tem interesse em conhecer mais sobre percussão e sobre a cultura da Amazônia. A transmissão acontecerá pelo canal no Youtube de Tércio e também pelo seu perfil no Facebook. Os inscritos receberão um lembrete antes da live começar.

Segundo Tércio, na oficina serão explicados e demonstrados ritmos com instrumentos genuínos de percussão e com as adaptações para a bateria. “Além das demonstrações com os instrumentos, também será abordado a origem histórica e cultural de cada ritmo abordado para contextualizar cada ritmo”, explicou o músico, que também é professor no Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro.

Para Macambira, é necessário uma maior divulgação da diversidade dos ritmos da Amazônia para que esta cena cultural tenha continuidade. “Mesmo diante dessa riqueza, as produções musicais locais exploram pouco esses ritmos do Norte, o que causa não apenas desconhecimento dessa cultura, mas pode ocasionar o esquecimento”, comenta.

Músicos

Tércio Macambira, responsável pela Oficina, é músico, percussionista, professor no Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro e pesquisador na Universidade Estadual do Amazonas (UEA). Natural da cidade de Maués, possui vasta experiência com os ritmos regionais e atua na cena manauara desde 2010, onde já trabalhou com renomados artistas. Macambira é músico integrante da Orquestra de Violões do Amazonas e lidera o grupo Gambá Maroaga.

Yuri Lima, um dos convidados, é músico baterista, e atua como percussionista da Amazonas Filarmônica. É professor dos cursos de bateria e percussão do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro. Possui Licenciatura em Música pela Universidade do Estado do Pará (UEPA) e pós-graduação em Docência do Ensino Superior pela Uninorte. Foi finalista (3º lugar) do concurso V-Drums Contest 2011, pela empresa ROLAND, e já acompanhou músicos como Sebastião Tapajós, Yamandú Costa, Ney Conceição e Celdo Braga.

O outro convidado é Ronalto Alves de Jesus, conhecido como China, autodidata que toca profissionalmente desde os 19 anos. Participou de vários festivais de música, e seu primeiro trabalho gravado foi em 1985, quando participou da coletânea “Nossa Música”, como integrante da banda Transcendental. Em 1991, ingressou na Banda Carrapicho e excursionou por vários países da Europa e América do Sul, bem como em todo o Brasil, o que lhe rendeu 11 prêmios. Em 2011, ingressou na Orquestra Big Manaus Band. Em 2013, integrou a Orquestra de Beiradão do Amazonas e, em 2014, integrou o grupo Cordão do Marambaia. China já gravou CDs e DVDs com nomes como Boi Caprichoso, David Assayag, Nícolas Jr., Márcia Siqueira, Cileno, Imbaúba, entre outros.

Com informações de assessoria