Festival 5 Minutos em Cena - Foto: Juliano Santiago/Divulgação

O Festival 5 Minutos em Cena: Circo, Dança, Teatro e Performance, realizado pela Panorando Cia. e Produtora, chega à sua quarta edição em 2021 e está com inscrições abertas para artistas e grupos participarem da programação. As inscrições são online e seguem até o dia 5/2, e o evento tem previsão de realização para março de 2021. O projeto conta com o apoio do Governo Federal e da Prefeitura de Manaus, por meio do Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2020 – Lei Aldir Blanc.

O regulamento completo para os interessados está disponível na bio do Instagram da produtora e também no link direto aqui. As inscrições podem ser realizadas diretamente aqui. Pela primeira vez, o festival irá receber tanto atividades presenciais, de acordo com os protocolos sanitários de segurança, quanto virtuais. O evento integra propostas das quatro Artes da Cena: o Circo, a Dança, o Teatro e a Performance.

No total, serão selecionadas 14 propostas com participações presenciais, e outras 6 em formatos virtuais, com duração que pode variar entre 4 a 5 minutos. O evento tem como objetivo desenvolver, estimular e difundir atividades artísticas na cidade de Manaus e possibilitar a avaliação crítica das experiências desenvolvidas pelos participantes de acordo com suas práticas, promovendo trocas de conhecimentos e a integração entre as áreas de Circo, Dança, Teatro e Performance.

O diretor geral do festival, Fábio Moura, ressalta que “até aqui foram três edições muito especiais, reunindo cerca de 330 artistas e outras 7.000 pessoas alcançadas, mas, principalmente, com muita história para contar. O ano de 2021 nos reserva mais um capítulo especial e diferente de tudo o que já fizemos”. Ainda sobre o momento desta edição, o diretor destaca que “viemos de uma edição sem patrocínio, mas que foi a maior de todas, e esperamos, neste momento que contamos com alguns incentivos da Prefeitura de Manaus e do Governo do Estado, que possamos contemplar ainda mais artistas e promover atividades remuneradas para estes e para alguns produtores locais”.

Equipe Viva Manaus (com informações de assessoria)