Websérie 'Café & Quadrinhos', do grupo Planos em Sequência - Foto: Divulgação

O ano de 2018 foi marcado pela retomada da produção em larga escala de histórias em quadrinhos no Amazonas, após quase 30 anos de poucos lançamentos. Essa é a história contada na websérie “Café & Quadrinhos”, do grupo Planos em Sequência, que teve o primeiro episódio lançado na última segunda, 11/1, no canal do grupo no YouTube. O projeto conta com o apoio do Governo Federal e da Prefeitura de Manaus, por meio do Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2020 – Lei Aldir Blanc.

Com fotografia de Diego Nogueira, edição e finalização de Ricardo Hossoe, Andréia Guimarães e Diono Cabral, pesquisa de Antônio Carlos Jr. e direção de Emerson Medina, a websérie “Café & Quadrinhos” retrata o momento em que um grupo de roteiristas e ilustradores resolveu organizar o lançamento de uma publicação em um evento em outro Estado. Foi o estopim para que outras publicações chegassem às bancas e para que outros coletivos de quadrinhos fossem criados no Amazonas.

A websérie apresenta um panorama de quem está realizando quadrinhos em Manaus, como os coletivos C4, o estúdio Black Eye e o coletivo Mátinta, formado por mulheres. Além disso, resgata a história de quem manteve a produção em décadas anteriores, como o cartunista Mário Adolfo, criador do Curumim, e o Clube dos Quadrinheiros de Manaus (CQM).

Para o diretor Emerson Medina, a série também reflete os impactos da pandemia no produto final do audiovisual. “Foi um desafio. Após uma boa parte das entrevistas acontecer no Kalena Café, a pandemia forçou a produção a buscar outras formas de captação como videoconferência e, em alguns casos, com o registro em vídeo feito pelos próprios entrevistados. Tudo para evitar a disseminação do vírus e respeitar as restrições”, contou.

Ele destaca também que o público vai se surpreender com a qualidade da produção amazonense de histórias em quadrinhos, que hoje já chega a outros mercados como Europa e África, e que os realizadores locais também já migram para outras mídias como as animações.

Com informações de assessoria