Reunião online com o presidente do Conselho Municipal de Cultura (Concultura), Tenório Telles - Foto: Cristóvão Nonato/Concultura

A Prefeitura de Manaus realizou nesta quarta-feira, 10/2, um encontro virtual com todos os 20 conselheiros do Conselho Municipal de Cultura (Concultura), representantes dos segmentos artístico-culturais da cidade e do poder público, para apresentar os projetos previstos para 2021 e um balanço das ações do município para a cultura nos primeiros meses do ano.

A reunião foi coordenada pelo presidente do Concultura, o escritor Tenório Telles, acompanhado do vice-presidente Neilo Batista. O plano de ação apresentado tem previsão inicial orçamentária no Plano Plurianual (PPA) de R$ 386 mil e potencial de arrecadação de R$ 991 mil da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, para a realização de oficinas e seminários, produção de livros e DVDs, prêmios literários, hino de Manaus e festival de documentários e podcasts.

Ainda na abertura, Tenório Telles anunciou, entre os projetos a serem iniciados de imediato, o “Café com Arte” e o “Canta Manaus”, que se trata da transmissão on-line de shows semanais no Les Artistes Café Teatro, como uma forma de apoiar a cena local da música, um dos vários segmentos artísticos afetados pela pandemia da Covid-19. Mais informações sobre a programação deverão ser divulgadas em breve.

Segundo o presidente do conselho, também já está sendo montado um grupo de trabalho conjunto entre Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Concultura e Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef), para realizar ajustes de simplificação da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, que tem um grande potencial de arrecadação de fundo, para patrocinar projetos culturais e ser um motor tanto para este momento da pandemia quanto na retomada pós-pandemia da economia criativa.

Entre as ações que já têm sido realizadas desde o início do ano, foi destacado o apoio emergencial social e médico aos artistas atingidos pela pandemia, por meio da Manauscult, por determinação do prefeito David Almeida, ao presidente da Manauscult, Alonso Oliveira.

Prêmios e festivais

No PPA, já estão previstos projetos conhecidos, como o edital Prêmios Literários Cidade de Manaus e o novo “Residência Criativa”, com lançamentos previstos para abril, no total de R$ 124 mil. Entre as outras ações previstas para a programação do ano, também estão a realização da Festa da Cultura Indígena e do Festival de Docs e Podcasts; lançamentos de editais para a realização de documentários e livros sobre arqueologia; editais para a realização de seminários de cultura indígena, artes visuais, empreendedorismo cultural, Lei de Incentivo e outros temas relacionados à cultura.

O núcleo de projetos do Concultura está preparando uma série de novas ações, para incentivar e induzir o investimento dos setores públicos, privados e até parcerias institucionais internacionais, que serão apresentadas em breve.

Transparência

Atendendo a solicitações dos próprios conselheiros, o presidente do Concultura também garantiu que, ao longo da nova gestão, os projetos culturais propostos serão avaliados e aprovados com as devidas vênias ou concordância dos conselheiros, para receber incentivos financeiros. “A transparência será o mote deste conselho, valorizando a gestão participativa e contributiva de todos os atores desse importante setor da economia criativa e educacional”, afirmou Tenório.

Por sugestão do conselheiro Alcides Januário de Souza, representante da cadeira do segmento de Dança, o escritor também anunciou que o Concultura e a Manauscult irão fazer uma homenagem em breve ao cantor, ator e multiartista Zezinho Corrêa, ícone da música amazonense morto no último sábado, 6/2.

“Na próxima reunião, vou anunciar os detalhes do projeto que versará sobre a memória do Zezinho e artistas da música desta cidade. Ele era um grande ser humano, muito humilde, maior que a importância dele”, comentou o presidente do conselho.

Cristóvão Nonato / Concultura