Foto de Alyrio Ramos, irmão de Ária Ramos, em cena do documentário "Sete Notas", de Tácio Melo - Foto: Divulgação

A história da família Ramos e sua forte ligação com a música, a história e o desenvolvimento cultural e artístico de Manaus na era da borracha são o tema do documentário “Sete Notas”, do produtor cultural, fotojornalista e artista visual Tácio Melo, que estreia no próximo dia 27/2, com transmissão online gratuita. O filme foi produzido com o apoio da Prefeitura de Manaus e Governo Federal, por meio do Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2020 – Lei Aldir Blanc.

A transmissão do documentário será feita pelo site Culturas Conectadas, e o público interessado em assistir deve se cadastrar previamente, de maneira gratuita, por meio do WhatsApp neste link. O trailer da produção pode ser visto aqui.

“Trabalhar um documentário como o ‘Sete Notas’ é como colocar no lugar um tópico de um capítulo muito importante da cultura no Amazonas, pois trata-se da história de uma família que potencializou o conhecimento, a criatividade, a arte e a cultura do Amazonas, há mais de 120 anos, e isso é o que mais me atrai na produção dessa obra: histórias ricas e desconhecidas que merecem ser contadas, apreciadas e reconhecidas pelo público local”, afirma Tácio Melo.

A relação de Tácio com a família Ramos vem desde a exposição fotográfica “A Última Canção”, de 2015, em que o fotógrafo homenageou a violinista Ária Paraense Ramos, que morreu tragicamente aos 18 anos de idade em 17 de fevereiro de 1915, há 106 anos, em um baile de carnaval no salão de festas do Ideal Clube, localizado na Avenida Eduardo Ribeiro, no Centro de Manaus.

Por ter marcado época e muitos mistérios estarem associados à história da sua morte, como a causa nunca comprovada e especulações sobre um possível assassino, que talvez tivesse algum tipo de relacionamento com a vítima, a história da artista é lembrada pelos jornais de Manaus até hoje. A cada década, algum tipo de homenagem é prestada a Ária, como a lápide esculpida em mármore no Cemitério São João Batista. Agora, Tácio Melo retoma essas homenagens com a produção audiovisual “Sete Notas”, que reúne depoimentos de membros importantes da família Ramos.

Resgate histórico

“‘O Sete Notas’ é um documentário que narra a história da família Ramos, em um capítulo desconhecido na sociedade amazonense. Eram sete pessoas na família. Algumas delas, independente se em Manaus, Lisboa ou navegando em alto mar, arrancavam aplausos e sorrisos, levando a magia da arte e da música por onde passavam. É o caso, por exemplo, das exímias musicistas e irmãs Pátria, Celeste e Ária Ramos”, destacou Melo.

O filme conta com os depoimentos de Fernando Ramos (neto do português Lourenço Ramos), que decidiu viver em Manaus ao lado de sua mulher e filhos. Parte dessa história também é narrada também por Pedro Ramos, que é natural de Lisboa e bisneto de Lourenço Ramos.

O documentário conta ainda com a participação do pesquisador amazonense Antônio Loureiro, que traça uma linha histórica da vinda dos portugueses para o Norte do Brasil, e dos também pesquisadores José Augusto Cardoso, Roger e Ronald Peres, que comentam sobre os principais aspectos culturais da Manaus da Belle Époque.

Assim, o filme passa pela chegada dos portugueses no Amazonas e seus aspectos culturais, a vinda da família Ramos a Manaus (1877-1885), relatos sobre como a vida da família em Manaus e as relações diretas com Portugal, incluindo viagens e outras aventuras, o auge da vida financeira da família na cidade e a atividade artística intensa dos filhos e, ainda, relatos sobre a morte de duas pessoas importantes para a história da família, levando ao fim da passagem dos Ramos por Manaus e o que motivou a sua partida e, por fim, o retorno a Portugal para uma nova vida.

Ficha técnica

Na ficha técnica da produção, estão: Tácio Melo (direção geral); Tácio Melo e Tiago Figueiredo (direção de fotografia); Izabela Costa (assistência de produção); Tácio Melo e Tiago Figueiredo (captação de imagens); Jean Saraiva (design); Tácio Melo (edição e colorização); Everson Costa (piano); Felipe Silva (violino); Thiago Barbosa (criação e composição e música/trilha sonora); Wanessa Leal (assessoria de imprensa).

Serviço

O quê: Estreia do documentário “Sete Notas”
Quando: 27/2 (sábado), às 18h
Onde: culturasconectadas.com
Quanto: Gratuito – Inscrições prévias aqui
Mais informações: (92) 99386-8754

Equipe Viva Manaus (com informações de assessoria)