Prefeitura garante cuidados com a saúde nas três noites do “Boi Manaus” 2021

O cuidado com a saúde das pessoas que estão participando do “Boi Manaus”, evento promovido pela Prefeitura de Manaus, para comemorar os 352 anos da cidade, recebeu atenção especial da coordenação do evento. Desde a primeira noite da festa no Centro de Convenções (sambódromo), no dia 22/10, cerca de 500 profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) estão atuando na fiscalização dos serviços e orientação ao público. As equipes são da Vigilância Epidemiológica, do Departamento de Vigilância Sanitária (Visa Manaus) e do Serviço de Atendimento Médico de Urgência – Samu 192 Manaus.

Nas duas noites de evento, 22 e 23, até agora, aproximadamente dez mil pessoas entre participantes do evento e equipes técnicas dos músicos que se apresentaram passaram pelo sambódromo. Todos com o esquema vacinal das duas doses ou dose única contra a Covid-19.

 

A secretária da Semsa, Shádia Fraxe, explica que todas as ações foram definidas de forma a garantir a segurança sanitária durante o evento. “Essa foi uma das principais orientações do prefeito David Almeida, para a realização do ‘Boi Manaus’, que todos os cuidados fossem providenciados para prevenirmos quaisquer tipos de complicações sanitárias, principalmente com a verificação vacinal dos participantes. E assim nossos técnicos estão trabalhando desde a sexta-feira”, destaca.

 

Da Vigilância Epidemiológica, por noite, cerca de 30 profissionais fazem a verificação da carteira de vacinação dos espectadores. Mas o trabalho começou antes mesmo do início dos festejos, com a testagem de todos os trabalhadores envolvidos no evento, em parceria com a Fundação de Vigilância em Saúde no Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP/AM).

 

O Samu 192 Manaus mantém, por noite, uma ambulância para o atendimento de qualquer necessidade.

 

A Visa Manaus, da Semsa, atua com oito fiscais, em sistema de plantão, no evento. São três fiscais da Gerência de Vigilância de Produtos (GVPRO), encarregados de inspecionar os pontos de venda de alimentos e bebidas. Outros três, da Vigilância de Serviços (GVSER), que verificam os serviços de saúde disponibilizados à população. Da Gerência de Engenharia Sanitária (GENGS), dois fiscais estão fazendo a vistoria no sambódromo e inspecionaram previamente as instalações do evento, para garantir que a parte elétrica, as saídas de emergência e outros elementos estruturais essenciais estivessem em conformidade com as normas sanitárias.

 

— — —

Texto – Sandra Monteiro / Semsa

Fotos – Marcely Gomes / Semcom

Disponíveis em – https://flic.kr/p/2mE1RqC