Prefeitura de Manaus capacita 64 artistas por meio do Programa de Formação Artístico-Cultural

A Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), com apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-AM), capacitou, durante esse ano, 64 artistas dos mais diversos segmentos no curso de “Elaboração de projetos para captação de recursos”, realizado por meio do “Programa Municipal de Formação Artístico-Cultural” (Promfac).

 

Com início em setembro deste ano, o curso ocorreu a cada começo do mês com turmas de 16 participantes, que aprenderam sobre a importância de elaborar projetos para captação de recursos em editais artísticos-culturais.

 

De acordo com o diretor presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, a parceria entre a prefeitura e o Sebrae no Amazonas busca promover o fomento e aprimorar o conhecimento da classe artística manauara através de cursos específicos, seguindo determinação do prefeito David Almeida.

 

 

“Fizemos essa parceria com o Sebrae no Amazonas, que nos possibilitou realizar diversos cursos, especializando cada vez mais os artistas da nossa cidade, para que eles possam captar recursos dos mais variados campos artísticos e assim desenvolver os seus projetos, cumprindo o que foi pedido pelo prefeito” contou.

 

 

A gerente de Atendimento e Relacionamento do Sebrae no Amazonas, Helena Garcia, ressalta que a iniciativa fortalece ainda mais a economia criativa e que será renovada para o próximo ano.

 

“Essa parceria veio para fortalecer a economia criativa do Estado. Temos toda uma preocupação no sentido de trabalhar nessa qualificação, com isso nós estaremos envolvendo toda uma cadeia e orientando, inclusive, como apresentar projetos, prestar contas, formar preço, conter os gastos e pleitear editais. Temos muito mais projetos pela frente para fazer essa trilha da economia criativa cada vez mais robusta em Manaus” disse.

 

 

Para a administradora e fotógrafa Paula Morais, 48 anos, o curso é importante para inserir o artista no mercado cultural. “Fiquei impactada com essa aula e esse curso vai virar uma chave na minha vida, então essa parceria está sendo muito boa para que os profissionais possam obter ainda mais conhecimento” contou.

 

 

Já para o artista e advogado Elimar Silva, 65 anos, o curso é uma maneira de buscar novas oportunidades.

 

 

“Para os artistas que desejam ingressar em novos ramos e atrás de novas oportunidades, principalmente na cultura, esse curso é o indicado. Aqui, as pessoas conseguem engrandecer os seus currículos e podem se beneficiar, futuramente, com os editais que poderão ser lançados” finalizou.

 

 

— — —

Texto – Keize Pedrosa / Manauscult

Foto – Divulgação / Manauscult